Para crianças dinâmicas e brincadeiras bíblicas

Para crianças dinâmicas e brincadeiras bíblicas I – OBJETIVOS DAS BRINCADEIRAS BÍBLICAS E DINÂMICA DE GRUPO NA IGREJA As propostas apresentadas neste seminário não se constituem um fim em si mesmas, mas estão direcionadas ao objetivo maior que é o aprendizado. São recursos que, quando utilizados no momento oportuno e na medida certa, tornam o ensino mais atraente, participativo, criativo e os seus efeitos marcantes e duradouros. Não podem substituir a lição ou estudo bíblico, mas são simples meios de vivenciar e fixar o ensino na mente e na emoção…

Leia Mais

30 Dinâmicas para recreação e descontração

30 Dinâmicas para recreação e descontração  1 – OLÁ, COMO VAI?  Público e Contexto: Grupos em nucleação, encontros, retiros, com pessoas que não se conhecem.  Objetivo: “quebrar o gelo”  Material: nenhum  Tempo: 1 hora  (dependendo do número de pessoas é possível dividir em grupos e cada grupo realizar a sua dinâmica) Desenvolvimento: Formar um círculo, com todos os participantes, pedir que cada um e apresente e procure conversar alguns minutos com a pessoa a sua esquerda e a sua direita. Pedir que todos mudem de posição aleatoriamente e pedir que…

Leia Mais

O Afeto

O Afeto Participantes: 7 a 30 pessoas Tempo Estimado: 20 minutos Material: Um bichinho de pelúcia. Descrição: Após explicar o objetivo, o coordenador pede para que todos formem um círculo e passa entre eles o bichinho de pelúcia, ao qual cada integrante deve demonstrar concretamente seu sentimento (carinho, afago, etc.). Deve-se ficar atento a manifestações verbais dos integrantes. Após a experiência, os integrantes são convidados a fazer o mesmo gesto de carinho no integrante da direita. Por último, deve-se debater sobre as reações dos integrantes com relação a sentimentos de…

Leia Mais

Abre o olho

Abre o olho Participantes: 2 pessoas. Tempo estimado: 20 minutos. Material: Dois panos para fechar os olhos e dois chinelos ou porretes feitos com jornais enrolados em forma de cassetete. Descrição: Dois voluntários devem ter os rostos cobertos e devem receber um chinelo ou porrete. Depois devem iniciar uma briga de cegos, para ver quem acerta mais o outro no escuro. O restante do grupo apenas assiste. Assim que inicia a “briga”, o coordenador faz sinal para o grupo não dizer nada e desamarra a venda dos olhos de um…

Leia Mais

Virar pelo avesso

Virar pelo avesso Objetivo: Despertar o grupo para a importância da organização Desenvolvimento: 1° Passo: formar um círculo, todos de mãos dadas. 2° Passo: O coordenador propõe o grupo um desafio. O grupo, todos deverão ficar voltados para fora, de costas para o centro do círculo, sem soltar as mãos. Se alguém já conhece a dinâmica deve ficar de fora observando ou não dar pistas nenhuma. 3° Passo: o grupo deverá buscar alternativas, até conseguir o objetivo. 4° Passo: depois de conseguir virar pelo avesso, o grupo deverá desvirar, voltando…

Leia Mais

Árvore da Vida e Árvore da Morte

Árvore da Vida e Árvore da Morte Objetivo: Refletir sobre os sinais de vida e morte no bairro, na comunidade, na família, no grupo de jovens. Material: um galho de árvore seco, um galho de árvore verde, caneta ou pincel e pedaços de papel. Desenvolvimento: em pequenos grupos descobrir os sinais de vida e morte que existem no bairro, na família, no grupo de jovens… Depois, diante da árvore seca e verde vão explicando para o grupo o que escreveram e penduraram na árvore. No intervalo das colocações pode-se cantar…

Leia Mais

A Bala

A Bala Objetivo: Despertar a importância do outro. Despertar a solidariedade. Perceber o nosso individualismo. Descobrir soluções em conjunto com outras pessoas. Material: Algumas balas. Dois cabos de vassoura ou varas. Barbantes. Desenvolvimento: pede-se dois voluntários para abrir os braços. Por a vara ou cabo da vassoura nos ombros acompanhando os braços e amarrar os braços abertos na vara, para não dobrar. Por as balas numa mesa e pedir aos dois para chuparem balas sem dobrar os braços que estão amarrados. Analisar a dinâmica: Como se sentiram? O que o…

Leia Mais

Camisetas

Camisetas Objetivo: Conhecimento mútuo e levantamento da realidade. Material: Alfinetes ou fita adesiva, pincéis ou canetas, folhas de jornal e tesoura. Desenvolvimento: Cada participante pega uma meia folha de jornal, rasga ou corta as pontas de cima no formato de camiseta. Escreva na camiseta de jornal. O seu nome, que trabalho faz. Onde trabalha, se gosta ou não do trabalho. Pode dar as seguintes orientações: escreva ou desenhe algo que caracterize sua vida de trabalhador. Prega-se a camiseta no corpo e circula pela sala para cada um ler o que…

Leia Mais

O Helicóptero

O Helicóptero Objetivo: apresentação e entrosamento. Desenvolvimento: (duração 40 minutos). Faz-se um círculo com os participantes da reunião. O coordenador convida a todos a fazerem um passeio de barco a remo. Inicia-se o passeio. Todos devem fazer gestos com os braços, como se estivessem remando. O coordenador anuncia a chegada à ilha. Todos podem passear por ela, à vontade (todos passeiam pela sala e cumprimentam o companheiro). O coordenador anuncia a todos que houve um maremoto e a ilha vai se inundada. Por isso, virá um helicóptero para resgatar o…

Leia Mais

Foto-linguagem de Comunicação

Foto-linguagem de Comunicação Objetivo: Olhando para as fotos sobre a realidade que se vive, aprender a ligar dois ou mais fatos e ter uma opinião sobre eles. Material necessário: Fotos de jornais e revistas espalhadas por toda a sala. Número de participantes: Se houver mais de oito pessoas, deve-se subdividir em grupos de cinco. Descrição da dinâmica: Os participantes passeiam pela sala, olhando as fotos e escolhem duas fotos que tenham ligação entre si. Depois, durante 7 minutos, pensam nas seguintes questões: a) Que realidade me revelam? b) Qual a ligação…

Leia Mais