A Bala

A Bala

Objetivo: Despertar a importância do outro.

Despertar a solidariedade.

Perceber o nosso individualismo.

Descobrir soluções em conjunto com outras pessoas.

Material: Algumas balas. Dois cabos de vassoura ou varas. Barbantes.

Desenvolvimento: pede-se dois voluntários para abrir os braços. Por a vara ou cabo da vassoura nos ombros acompanhando os braços e amarrar os braços abertos na vara, para não dobrar.

Por as balas numa mesa e pedir aos dois para chuparem balas sem dobrar os braços que estão amarrados.

Analisar a dinâmica:

Como se sentiram?

O que o grupo observou? Poderia ter sido diferente?

Por que os dois agiram assim?

Isso tem alguma coisa com o nosso dia a dia?

O que acharam da dinâmica?

Pode confrontar com a Palavra de Deus?

Palavra de Deus: AT.4, 32-37 Sl. 15

Se gostou compartilhe!


11 Comments

  1. Entendi cada um com um lado do braço segurava uma bala e o outro descascava na mão dele e dpois a msma função e d cada vez um chuparia a bala

  2. Que sozinhos não podemos! Precisamos do outro para seguir. no caso da dinâmica o desafio foi a bala e sozinho nao podia por conta dos braços amarrados. e na vida de grupo acontece situações de precisarmos do outro. A União faz a força!

  3. A moral é que nenhum deles se preocupou com o outro e nao trabalharam em equipe…pq se tivessem trabalhado em equipe um podia abrir a bala para o outro e assim os dois comeriam.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *