Edir Macedo crítica aproximação da Globo com evangélicos e diz que meta da Record é liderança: “Vamos arrebentar”

O bispo Edir Macedo concedeu uma entrevista à revista IstoÉ e falou sobre a perseguição à Igreja Universal Edir Macedodo Reino de Deus por parte da cúpula da Igreja Católica, os destinos da denominação e da TV Record, sua relação com a presidente Dilma Rousseff e seu desapego ao dinheiro.

Para Macedo, o que incomoda os opositores da Universal é “a perda de espaço e privilégios” de setores como a Igreja Católica e da TV Globo, por exemplo.

Na entrevista, o bispo questionou as intenções da emissora da família Marinho em relação aos evangélicos: “Há um claro preconceito por trás disso. Uma postura agressiva velada. Ou alguém duvida que a Globo só me ataca e ataca a Igreja Universal por causa da Record? Para eles, a Record é uma ameaça. Naquele tempo da minha prisão, por exemplo, houve um escândalo sem precedentes na televisão de que pouca gente lembra. A Globo teve a petulância de colocar, em uma cena de novela, uma atriz, prestes a ter relações sexuais, jogando o sutiã em cima da ‘Bíblia Sagrada’. Você tem ideia do que isso significa? Uma afronta ao símbolo maior da fé cristã. A ‘Bíblia’ não é um livro sagrado apenas da Igreja Universal, mas de todos os cristãos.

E o que aconteceu? Nada! Muita gente aplaudiu, achou bonito. Em outro país, essa emissora de tevê não passaria sem punição. E agora, vários anos depois, essa mesma emissora quer patrocinar eventos de música gospel? Dá para acreditar nas intenções dessa empresa? Estranho, não é?”.

Se gostou compartilhe!

The following two tabs change content below.
Sou o pastor Júlio Fonseca da Igreja de Deus no Brasil no município de Anhanguera - Go. Procuro ser útil na evangelização por meio deste meio de comunicação. Com paz e amor segundo nosso Senhor!

Outras postagens por Pr. Julio Fonseca (veja tudo)

Leave a Comment