Teólogos e cientistas. Quem tem razão a respeito da vida humana na terra?

 

Teólogos e cientistas. Quem tem razão a respeito da vida humana na terra?

Qual é a idade da Terra? Cientistas e religiosos não entram em consenso. Uns porque admitem que tem fé na Bíblia Sagrada, outros porque negam que são também homens de fé, na ciência.Não nos deteremos as considerações geológicas e científicas sobre a idade da terra. Esse não é o nosso foco. Deixo links relativos abaixo para os mais curiosos.

A idade da terra pode estar entre 6000 anos conforme teólogos, e 4,56 bilhões de anos segundo cientistas.

A datação religiosa baseia-se na contagem precisa do tempo de vida dos personagens bíblicos. Porém há um problema de imprecisão nos cálculos, pois provavelmente, foram citados apenas os personagens mais importantes em cada período histórico, o que pode gerar lacunas de tempo impossíveis de resolver. Porém, mesmo não sendo precisa pode ser uma data aproximada da idade da terra desde a Criação.

A datação científica baseia-se em técnicas também imprecisas de datação, até porque o abismo de tempo torna impossível verificar experimentalmente a precisão de tal métod

o após tão longo período de tempo.

Mas quem estará certo? A Bíblia ou a ciência? Diria que são os dois.

Se observarmos sob o ponto de vista bíblico. A Bíblia é histórica, cita relatos desde o princípio, a gênese do ponto de vista da Revelação de Deus, portanto é para os crentes infalível. O relato Bíblico encontra semelhanças com textos antigos de diversas civilizações antigas que narram o dilúvio aproximadamente na mesma época. Tais relatos que preservam a história do dilúvio demonstram a origem da humanidade centrada em uma família, a de Noé após o dilúvio. Portanto há relevância na cronologia Bíblica que não deve ser desprezada, mesmo pelo cientista mais cético.

A Ciência baseia sua datação da idade da Terra numa espécie de corrupção do material que se transforma no âmbito atômico durante o tempo. Basear-se na corrupção é o link com a Bíblia.

Na Criação, a Terra era perfeita, sem corrupção. Após a queda do homem, corrompeu-se toda a natureza. Ora, se a ciência baseia sua conta na corrupção ela pode apenas medir aproximadamente o quanto a natureza corrompeu-se após a criação, isso gera um calculo com margem de erro extremamente maior do que os cálculos baseados na Bíblia. A Ciência tem sua contagem prejudicada pelo que chamaríamos de barreira da corrupção da natureza.

Por isso é tão importante para os céticos não considerar a Criação como um fato, pois tal consideração mostraria como sua ciência é limitada até mesmo para as pessoas mais simples. Medir a corrupção não é medir idade se considerarmos um princípio incorrupto. Portanto os teólogos estão certos quanto à idade aproximada da Terra, e os cientistas também estão certos, embora não percebam, quanto ao potencial de corrupção aproximado a que chegamos com o pecado.

Tiramos como lição destas considerações que não importa o tempo que temos de vida, mas sim a transformação de nossa natureza para conviver com O Deus Incorruptível. Já transformamos nossa condição natural aceitando a Jesus como Salvador? Se alguém ainda não fez isso lei o texto de Apocalipse:

 

WEBGRAFIA:
Qual a idade da terra? disponível em: http://www.gotquestions.org/portugues/idade-da-terra.html acessado em: 24/12/2010.

Superinteressante: Idade da Terra. Disponível em: http://super.abril.com.br/superarquivo/1988/conteudo_111023.shtml acesso em 24/12/2010

 

TAG: TEÓLOGOS E CIÊNTISTAS QUEM TEM RAZÃO A RESPEITO DA VIDA HUMANA NA TERRA

Se gostou compartilhe!

The following two tabs change content below.
Sou o pastor Júlio Fonseca da Igreja de Deus no Brasil no município de Anhanguera - Go. Procuro ser útil na evangelização por meio deste meio de comunicação. Com paz e amor segundo nosso Senhor!

Latest posts by Pr. Julio Fonseca (see all)

Leave a Comment