Um pai Cristão teatro

Um pai Cristão teatro
Um pai Cristão teatro

 

Um pai Cristão teatro


Duas cenas mostram simultaneamente a diferenças entre um lar cristão e um lar não cristão, ideal.
Personagens :
Marcia : Paula :
Pai : Pai :
Mãe: Mãe :
Anjo: 2 espíritos:
Voz de menina: Voz de homem:

Cena
2 filhas indo para a casa, voltando da escola
Paula: infelizmente temos que ir pra casa
Marcia: Pq infelizmente ?
Paula: Pq a minha casa é um clima horrível, meu pai chega sempre brigando, mau humorado…
Marcia: Puxa q triste Paula, sua casa precisa de Deus
Paula: Não é isso, pq minha mãe é devota de alguns santos, ela não falta uma missa.
Marcia: Paula, estou falando do Deus Vivo, aqle q deu seu Filho por amor a nós
Paula: Tá, tá, deixa eu ir, pq se ele chega e não me vê em casa, eu apanho
Marcia: Tá, vai com Deus, até amanhã.
Cena
As mães limpando a casa
Marcia : Oi mãe
Mãe : Oi minha filha, Como foi na escola ?
Marcia : Tudo bem, graças a Deus mãe
Mãe: então vai tomar um banho para seu pai vê-la bem cheirosa
Marcia: Tá, então vem comigo q eu quero ir te contando como eu fui na escola
(As duas sai de cena entrando na porta)
Paula: Oi mãe
Mãe : Vá trocar de roupa menina , senão vc suja e aí sou que tenho q lavar
Paula: Já vou
Mãe : Eu estou mandando agora
Paula: Eu já disse q já vou…
A mãe puxando a filha para dentro
Mãe: todo dia a mesma coisa, vamos menina
Os pais chegam de fora
Pai : Oi querida…
A mãe saindo da porta
Mãe: Oi querido como foi o seu dia ?
Pai: bem… a empresa passa por alguns problemas, mas é normal nos dias de hoje
(filha entra em cena saindo da porta)
Marcia: Oi pai, como o senhor está ?
Pai: Oi filha, bem e vc ?
Marcia : eu também…
Pai: Hum, está cheirosa ! Me conta como foi na escola
Marcia: a professora disse q eu estou indo bem, só tenho q melhorar na redação
Pai: Brigou com alguém
Marcia: Não pai ! Imagine !
Pai: Eu tinha certeza q não filha
Pai chega e senta, quando as duas sai de dentro
Paula animada: Ooooi pai
Pai sem dar muita importância: Oi Paula
(O pai se levanta)
Pai: Eu vou tomar um banho… a janta vai demorar ?
Mãe: Já vai sair, se acalme.
Pai: Eu estou calmo, você q anda nervosa
Paula: Não, por favor não briguem, hoje não
Mãe : ninguém tá brigando, e vc é muito criança pra se intrometer em conversa de gente grande
Pai vai saindo falando: hiii começou
Mãe para Paula: e vai pro seu quarto
Paula: Pai, espere eu quero falar com você
(os dois sai de cena entrando pela porta)
Pai: Hummm pelo cheirinho, a sua mãe está preparando algo muito gostoso.
Mãe: Imagine querido, o de sempre… que tal se vc for tomar o seu banho, assim comerá com mais gosto
Pai: êh esposa abençoada… eu vou mesmo… e vc aproveite pra brincar um pouquinho, pq depois nós vamos fazer a sua lição de casa juntos ok ?
Marcia: Ok, pai… mãe eu vou brincar um pouquinho então
Mãe: está bem filha
(filha e pai sai de cena entrando pela porta)
Pai entra em cena com dois espíritos (Prostituição de vermelho e do Vício de preto)
Pai: Eu vou dar um saída, esta janta demorou muito, tchau
Mãe: espere aí, como assim, vai sair ?
(Filha entra em cena)
Pai: Vc não manda em mim, eu vou me divertir um pouco
(Filha abraça a mãe)
Mãe: Por que isso ?
Pai: Por que ? Vc quer q eu diga mesmo ?
Paula: Não pai, deixa pra lá….
Pai: Eu não tenho ânimo nesta casa.. fui
(As duas se abraçam – ele sai pra fora, e elas sai de cena entrando pela porta)
VOZ: Uma hora depois
Todos entrando em cena
Pai: Vamos começar o nosso culto
Marcia: Pai, posso chamar a Paulinha, hoje ela comentou que tem alguns problemas na casa dela.
Pai: Pode sim, não devemos é desistir de tentar, um dia eles vem
Mãe: deixa que eu ligo para ela.
Mãe: Adriana?
Mãe: Sim, quem é ?
Mãe: Oi é a mãe da Marcia, tudo bem ?
Mãe: Ah, oi …
Mãe: Eu estou te ligando pra te convidar pra vim aqui na minha casa, nós vamos fazer um culto doméstico.
Mãe: Ah não sei não, meu marido…
Mãe: Mas chama ele também
Mãe: Ele não está em casa…(pensa)… tá eu vou sim
Mãe: Puxa q bom, estamos te esperando, tchau
Paula: Hoje nós vamos mãe, vamos ?
Mãe: vamos, e vc se comporte lá, não peça nada e não mexa em nada
Paula: tá, tá… e o pai ?
Mãe: Filha, o seu pai vai ficar brabo se souber, então nós só vamos dizer q nós fomos no vizinho pra bater papo, etc
Paula: Tá, vamos então
Marcia: Oi Paulinha q bom q vc veio!
Paula: É né, até q enfim, minha mãe veio
Todos se cumprimentam e se acomodam
Pai: Adriana, saiba q estamos muito felizes em vê-la aqui na nossa casa, pra participar de um dos momentos q mais prezo na minha vida que é o Culto Doméstico
Mãe: Ah, puxa q bom q vcs ficaram felizes, mas se o meu marido souber, ele é capaz de me bater.
Mãe: É uma pena q ele não veio
Paula: Pois é, ele saiu pra se divertir
Mãe: Quieta menina, já falei para não se intrometer em conversa e gente grande
Paula: Mas é verdade mãe, foi ele que falou pra nós.
Mãe: Cala a boca Paula !
Mãe faz sinal pra filha levar a Paula pro quarto.
Marcia: Vem Paulinha, quero te mostrar a minha boneca nova q meu pai me deu
Paula: Q legal, meu pai só me dá no meu aniversário e olha lá…
Mãe: Nós vamos conversar em casa mocinha….. Desculpem pela mau criação da Paula
Pai: Imagina, não se preocupe, mas.. o q ela falou é verdade ?
Mãe: Sobre o meu marido ? Não claro q não, ele é um ótimo marido, ele foi visitar a mãe dele, e não fui pq estava indisposta.
Pai: Tudo bem Adriana, você permite orar por você e pela sua família?
Mãe : Ah sim, claro, receber reza sempre é bom. Mas não posso me demorar pq é bom q eu esteja em casa quando ele chegar.
Mãe: Não vamos demorar
Pai: Senhor, eis aqui a Adriana, Tu conheces seu coração e seus problemas, nessa momento coloco-a na sua presença para que ela venha sentir o seu conforto, abençoa também sua filha Paula e seu marido, e que eles sintam que nunca estarão só, e que este Deus que chamamos de Pai nos ajuda em tudo. Eu te agradeço Amém.
Mãe: Q lindo ! Nunca ouvi isso… Vocês são muito felizes mesmo, quando entrei aqui senti um clima tão gostoso…de paz
Pai: Da próxima vez espero poder ver seu marido aqui.
Mãe: Vou tentar trazê-lo, tenho q ir…
Mãe: Puxa q pena…tão rápido
Mãe: Paulinhaaa vamos embora
(as duas entrando em cena pela porta)
Marcia: mas já ? aahh q pena, eu queria cantar com vcs
Paula: É mãe a Paulinha estava me ensinando a música é bem bonita
Marcia: Quer ver ? assim ó…
(as duas)
Só o Teu Amor …
Sara a minha dor
Preenche o meu viver
Só o Teu poder …
Quebra as cadeias
Que prendem o meu ser
Mãe: realmente é bonita… vamos agora.. tchau, obrigado por tudo
Pai: Pense nesta letra… venha sempre q quiser
Mãe: na sexta faremos novamente.
Todos se despedem
Mãe: Tomara q seu pai não tenha chegado
Paula: Mãe, vc sabe q não, ele nunca volta no mesmo dia quando sai assim.
Mãe: Ai… e eu não sei o q vamos comer amanhã, seu pai não deixou dinheiro, e como farei com o seu lanche de escola
Paula: Mãe vamos dormir… a Marcinha sempre reparte o dela “Só o teu amor, sara a minha dor”…
Mãe: Chega, é hora de dormir
(elas sai de cena entrando pela porta)
Marcia: Pai, mãe, vou dormir
Mãe: Boa noite filha.
Pai: Vai querida e já sabe, não esqueça de orar..
Marcia: Claro pai, e vou agradecer a Deus pela família q ele me deu, como sou privilegiada.
Pai: Ah e amanhã vc vai ter uma surpresinha no seu lanche..
Marcia: Ah pai, você comprou o meu sanduíche preferido… brigado !!
Pai: Comprei sim, boa noite
Marcia: Benção pai, benção mãe
PM: Deus te abençoe
(filha sai de cena entrando pela porta)
Pai: Você percebeu q a Adriana estava mentindo ?
Mãe: Percebi sim, deu pra sentir q ela passa por problemas… tenho é que agradecer a Deus, por Ter colocado um marido como você, temente a Deus, servo do Senhor.
(Levantam para sair)
Pai: Imagina querida, quem tem Deus, tem paz. Vamos nos deitar.
(sai de cena pela porta)
Luz só do altar (meia luz)
Volta a mãe preocupada esperando… olha no relógio
Mãe: Será q aconteceu alguma coisa, já são 03:00h… eu não aguento mais isso…
Paula: Mãe vamos dormir, ele vai chegar e vocês vão discutir dinovo.
Mãe: Vai dormir você, anda agora, não me desobedeça.
Paula: Tá, eu vou…
Pai chegando alcoolizado com os espíritos
(Paula fica espiando)
Pai: E aí deu pra ser corujona, ahaha
Mãe: Olha q horas são !
Pai: Hii vai começar o sermão, desista, senão vc vai ouvir coisas q não quer
Mãe: Eu só estou acordada ainda pq eu quero saber se vc vai deixar dinheiro pra eu fazer mercado amanhã e comprar o lanche da Paula.
Pai: Deixar dinheiro ? Ahahaha, deixei um monte lá no bar, vai buscar e não me enche … hahaha
Mãe: Vc vai ficar sem almoço amanhã
Pai: Eu me viro, não preciso q vc faça comida pra mim, pode ter certeza q fome eu não passo.
Mãe: Vai ter o dia q quando vc chegar, eu e a Paula não estaremos mais aqui.
Pai: AHAHA, estou muito preocupado, eu tenho mulheres, diversão, meu cigarrinho…
Mãe: Então estamos entendidos, vou dormir
(ela sai de cena entra pela porta)
Pai: Vai, vai… ahahaha estou muuuito preocupado
(Os espíritos falam, não dialogam com ele)
Prostituição: Eu sempre estarei aqui, mulher não vai te faltar
Vício: Bebida, cigarro são as suas melhores cia aonde vc for nós estaremos juntos.
Pai: É isso aí… ai deixa eu dormir, pq amanhã vai ser aquela ressaca de sempre.
(eles sai de cena entram pela porta)
Luzes acedem
Mãe sai com garrafa e cesta de pão (arruma a mesa)
(pai entra em cena, saindo da porta)
Pai: Bom dia meu amor, este cheiro de café, faz qualquer um levantar de bom humor.
Mãe: Sente pra tomar o seu café, a Marcia já acordou ?
Pai: Eu já a chamei.
Marcia: Estou aqui, bom dia… hoje vou comer o meu sanduíche preferido
Pai: E por isso vc está tão feliz ?
Marcia: Estou feliz pq o senhor lembrou de comprar o meu sanduíche
Mãe: Seu pai nunca se esqueceu de nós…
Marcia: Eu sei, por isso eu são tão feliz, assim como Deus não esquece dos seus filhos, o meu paizão não se esquece de mim..
Mãe sai com a filha e uma mala.
Paula: Mãe, onde vamos, eu não vou para a escola ?
Mãe: Não filha, vamos passar uns dias na casa da vó.
Paula: Eu sei q é por causa do pai, eu ouvi ontem
Mãe: Não queria q vc ouvisse isso.
Paula: Mãe, eu quero deixar um bilhete para ele.
Mãe: Tá, mas escreva logo, vou terminar de arrumar uma coisinhas.(ela entra)
Paula vai senta na mesa e começa escrever
Pai: Vamos filha, pq ainda tenho que deixá-la no curso de inglês.
Mãe: Vão meus queridos.. que Deus o acompanhe.
Pai: Fica com Deus também querida…
Se despedem eles sai, e a mãe entra
(Mãe entrando em cena)
Mãe: Vamos ?
Paula: Vamos
Mãe: O q vc escreveu ?
Paula: Algumas coisinhas e que eu amo ele.
(As duas sai para fora)
Voz: Na hora do almoço
Mãe entra
Pai chega com a filha
Marcia: Oi mãe…
Mãe: Oi filha, vai lavar as mãos, pq vc tem q almoçar pra ir para a escola.
Pai: Eu também vou lavar a mão também.
Mãe: É isto serve para os grandinhos também..rs
(os dois sai de cena entrando pela porta)
Pai saindo de dentro
Pai: ai q fome, ai minha cabeça, perdi a hora para o trabalho…
(senta vê o silêncio)
Pai: Adrianaaa cadê meu almoço ?… Cadê esta mulher… nem pra me acordar… perdi a hora…(levanta) Cadê esta mulher
Entra na porta, volta… e lembra
Pai: Hum, será q elas foram embora ? E ela levou a minha Paula?
Vê o papel e começa a ler :
Voz de menina:
“Papai, sei que talvez você não se importe comigo e com a mamãe, mas eu aprendi que existe alguém que se importa com nós e seu nome é Jesus, ontem eu queria cantar uma música q aprendi, e diz assim:
Só o teu Amor sara a minha dor
Preenche o meu viver
Só o Teu poder quebra as cadeias
Que prendem o meu ser
Quero ser livre pra adorar
Quero ser livre pra te amar
E caminhar como um vencedor
Como alguém que já morreu
Mas em Ti ressuscitou
E as feridas que ninguém vê
Vem tocar com Teu poder
Me deste vida em abundância
Quero viver
Papai, a Marcinha me ensinou q Jesus pode te libertar de tudo, tirar tudo isso que faz a mamãe, eu e você sofrer. Eu aceitei este Jesus pra mim e quero que você e a mamãe aceitem, pq Ele pode dar Vida, estou indo com ela, mas isso não quer dizer q não te amo. Pq eu amo muito você. Beijos da sua filha Paula”
Pai: Não, elas foram embora… eu fui um miserável com elas, que tipo de pai q eu sou ?(entra o vício)
Eu preciso de um cigarro, preciso me acalmar… cadê ? ai acabou ontem, e o pior é q estou sem dinheiro?
Como isso aqui fica vazio sem elas…
(entra a prostituição)
Eu quero elas, elas são minha família…
Vou sair, preciso me virar
(sai pra fora os 3)
Voz: Depois de uma semana
Pai sai falando com a mãe e com um anjo, o anjo se encaminha para a casa 2.
Pai: Pois é querida, temos q ver como está a Adriana, a Marcia falou que a Paula não foi para a escola a semana inteira.
Mãe: Pois é querido, como hoje é domingo dos pais, é quase certeza q eles estejam em casa.
Pai: É eu vou pegar a minha bíblia.
(Eles entram pela porta)
Mãe: Isso querido, eu estarei orando aqui por vc.
Pai chegando com os espíritos
Pai: Deus, eu não aguento mais, estou com saudades, não aguento mais esta vida, quero mudar, preciso da minha família.
Ele olha o papel novamente e pega.
Poliana cantando à capela (em off para o público) a música inteira Quero Ser – Lagoinha
(O anjo coloca as mãos sobre ele, e os espíritos começam a sair como repreendidos)
Pai se ajoelha no meio da música.
Quando terminar a música:
Pai: Quero ser livre, caminhar como um vencedor, e não como estou sendo agora um perdedor, quero me libertar.
Pai chega
Pai: O que aconteceu amigo ?
Pai: Minha família foi embora, por culpa minha, fiz muitas coisas erradas. Estou tão envergonhado.
Pai: Você precisa de Deus em sua vida, ele muda esta sua situação. Você vai ter sua família de volta
Pai: Eu estou tão arrependido, quero mudar de vida, machuquei as pessoas que me amam, como fui sujo.
Pai: Vou orar por você. E você vai dizer pra Jesus que se arrepende dos seus pecados, a palavra diz : “Se confessarmos nossos pecados Ele é fiel e justo para nos perdoar”
Deus está vendo o seu coração, e sabe o qto vc está sendo sincero. Você quer um mudança real de vida?
Pai: Quero, quero sim, quero largar das coisas destas vidas.
Pai: Eu vou orar agora e farei a você um convite para aceitar Jesus em sua vida.
Pai : Eu quero aceitá-lo sim.
Pai: Senhor, Tu que tudo sabes, e está vendo o coração desde homem, que está arrependido, e que neste momento quer recebê-lO em sua vida, olha para Ele neste momento e lhe dê o conforto e alegria que ele necessita… Você quer aceitar Jesus como seu único Salvador em sua vida ?
Pai: Quero sim, recebê-lO como meu salvador.
Pai: Agora você vai caminhar com Jesus, e Ele vai mudar tudo em sua vida, agora você será feliz.
Pai: Eu quero ir a igreja hoje, falar com o pastor…
Pai: Que benção amigo, te levarei com o maior pazer.
Pai: Mas eu queria minha família…
Paula chegando e fala do meio da igreja
Paula: Paaaaaiii, eu voltei… (correndo para os braços do Pai)
Pai: Minha filha, vc voltou… que bom que vocês voltaram…
Pai: Vou deixar vocês, sei que Deus está no meio de vocês agora…
Pai: Obrigado, obrigado.
Pai: Adriana, me perdoe, sou um novo homem, aceitei Jesus e serei um pai e um marido que vocês merecem…tenho q lhe falar deste Jesus
Mãe: Eu sei, eu também conheci Jesus e já O tenho em meu coração. Parece um sonho vê-lO assim.
Pai: Este foi o meu melhor presente que Deus me deu no Dia dos Pais.
MINHA VIDA E MINHA FAMÍLIA DE VOLTA.
Vamos guardar estas coisas (falando das malas)
Os pais entram.
A filha fica, se ajoelha em atitude de oração de criança e fala olhando pra cima:
“Meu Papai Querido do céu, obrigado porque ganhei um novo pai, e tenho que te dizer também para o Senhor Feliz Dias dos Pais, porque o Senhor é o maior Papai de todos. Amém”
levanta e vai pra dentro
Poli e Dani entram (não em off) e cantam a música “Nos Braços do Pai –Lagoinha”
Autores:
Daniela Leon Vieira
Datas: 
Dia dos Pais
Estilos: 
Comédias
Temas: 
Família
Idades: 
Infantis
Diversos: 
Recuperadas
Fonte: http://teatrocristao.net/texto/um_pai_crist_o

Se gostou compartilhe!

The following two tabs change content below.
Sou o pastor Júlio Fonseca da Igreja de Deus no Brasil no município de Anhanguera - Go. Procuro ser útil na evangelização por meio deste meio de comunicação. Com paz e amor segundo nosso Senhor!

Outras postagens por Pr. Julio Fonseca (veja tudo)

Leave a Comment