Cristão copta é assassinado no Sinai, reduto egípcio do Estado Islâmico



Um egípcio cristão foi assassinado, e sua casa incendiada, no norte da península do Sinai nesta quinta-feira (23) – anunciaram lideranças desse bastião do grupo Estado Islâmico (EI), onde a comunidade copta sofreu vários ataques letais nas últimas semanas.
Em um vídeo divulgado no domingo (19) pelo serviço de mensagens encriptadas Telegram, o EI prometeu que investiria contra essa minoria religiosa.

A vítima, um cristão de 40 anos, foi encontrada morta com uma bala na nuca, no telhado de sua casa, incendiada, na cidade de Al-Arish, capital do Sinai do Norte, relataram funcionários de segurança e de emergências. Eles levantaram a hipótese de um ataque extremista.
Na quarta-feira (22), o corpo crivado de balas de outro cristão e de seu filho queimado vivo foram encontrados atrás de uma escola na mesma cidade.
Em 12 de fevereiro, homens mascarados mataram um veterinário cristão, também em Al-Arish. No final de janeiro, um funcionário de 35 anos dessa mesma confissão foi assassinado por homens armados.
Em dezembro, o EI assumiu a autoria de um atentado suicida cometido contra uma igreja copta ortodoxa no Cairo, que deixou 29 mortos.

Publicado originalmente em UOL

Um egípcio cristão foi assassinado, e sua casa incendiada, no norte da península do Sinai nesta quinta-feira (23) – anunciaram lideranças desse bastião do grupo Estado Islâmico (EI), onde a comunidade copta sofreu vários ataques letais nas últimas semanas.
Em um vídeo divulgado no domingo (19) pelo serviço de mensagens encriptadas Telegram, o EI prometeu que investiria contra essa minoria religiosa.

A vítima, um cristão de 40 anos, foi encontrada morta com uma bala na nuca, no telhado de sua casa, incendiada, na cidade de Al-Arish, capital do Sinai do Norte, relataram funcionários de segurança e de emergências. Eles levantaram a hipótese de um ataque extremista.
Na quarta-feira (22), o corpo crivado de balas de outro cristão e de seu filho queimado vivo foram encontrados atrás de uma escola na mesma cidade.
Em 12 de fevereiro, homens mascarados mataram um veterinário cristão, também em Al-Arish. No final de janeiro, um funcionário de 35 anos dessa mesma confissão foi assassinado por homens armados.
Em dezembro, o EI assumiu a autoria de um atentado suicida cometido contra uma igreja copta ortodoxa no Cairo, que deixou 29 mortos.

Publicado originalmente em UOL
Clique aqui e vá para a fonte da notícia…

Compartilhe nas Redes Sociais
error0

Sobre o Pr. Julio Fonseca

Graça e Paz! Olá, sou o Pastor Júlio Fonseca da Igreja de Deus no Brasil no município de Anhanguera - Goiás. Procuro ser útil na evangelização por meio da internet levando a palavra de Deus a quem dela precisar sempre com alegria, amor e dedicação! Conheça a minha igreja. »»» www.igrejadeus.com«««

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *