Pastor orou por seu assassino, minutos antes de ser baleado no RJ

Pastor orou por seu assassino, minutos antes de ser baleado no RJ

O pastor Marco Aurélio Bezerra de Lima orou pela vida de seu próprio assassino, minutos antes de ser baleado em Belford Roxo (RJ), na última sexta-feira (11).

Marco Aurélio, de 48 anos, era pastor da Assembleia de Deus Ministério Missão sem Fronteiras, em Belford Roxo (RJ) e tinha o costume de evangelizar nas favelas da região.

A informação de que Marco Aurélio teria orado pelo homem homem que viria a matá-lo foi dada por David Silva, pastor de uma filial da igreja. Marco Aurélio foi morto enquanto evangelizava traficantes na entrada da favela Gogó da Ema, em Belford Roxo.

O pastor será enterrado às 17h deste sábado (12), no Cemitério da Solidão, em Belford Roxo.

David contou que desenvolvia esse trabalho de evangelismo nas comunidades carentes, junto com Marco Aurélio, há 15 anos e que também dirigiam uma casa de recuperação de dependentes químicos no município.

“Ele foi um pai para mim. E era para eu estar com ele naquele momento, só não estava porque precisaram de mim na igreja. Mas antes de ajudar a recuperar vidas, eu fui um deles, e sei a importância desse trabalho. Por isso iremos continuar esse legado que ele nos deixou”, disse David.

De acordo com David, Marco Aurélio já era conhecido pelo trabalho que realizava na região e estava de carona em um carro dirigido por um amigo, identificado como Wilker. Abordado por um traficante que estaria drogado, o pastor conversou com o criminoso e orou por ele.

Em certo momento, Marco Aurélio teria se abaixado para pegar uma muleta que estava usando, quando o bandido se assustou e atirou no pastor. O tiro atingiu o tórax da vítima.

A Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF) informou que uma perícia minuciosa foi realizada no local, e que procedimento policial foi instaurado e diligências estão em andamento para identificar o autor do crime.

 


Pastor orou por seu assassino, minutos antes de ser baleado no RJ
Fonte da notícia: Guia-me

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.