Porque não sou a favor da teologia da prosperidade

Porque não sou a favor da teologia da prosperidade

As pessoas devem ir a igreja para adorar a Deus e buscarem sua salvação, tudo que usurpar a glória de Deus deve ser execrado do meio dos cristãos.

Ninguém deve ir a igreja e exigir de Deus bênçãos, sejam materiais ou curas. Deus é quem decide o que devemos receber, como e quando. Devemos orar e pedir, mais devemos entregar nas mãos do senhor a decisão da entrega. Ele é nosso senhor e nós os servos, e não o contrário.

Reflita

Mateus 6:24
24 – Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de odiar um e amar o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro. Não podeis servir a Deus e a Mamom.

Eclesiastes 5:10
10 – Quem amar o dinheiro jamais dele se fartará; e quem amar a abundância nunca se fartará da renda; também isto é vaidade.

II Corintios 12:9
9 – E disse-me: A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza. De boa vontade, pois, me gloriarei nas minhas fraquezas, para que em mim habite o poder de Cristo.

Algumas pessoas são tão pobres, que não têm nada além de Dinheiro

TAG: PORQUE NÃO SOU A FAVOR DA TEOLOGIA DA PROSPERIDADE.

0 comentário em “Porque não sou a favor da teologia da prosperidade”

  1. Gostei tanto da sua publicação, que gostaria de deixar estes versículos também! 🙂

    Por isso vos digo: Não andeis cuidadosos quanto à vossa vida, pelo que haveis de comer ou pelo que haveis de beber; nem quanto ao vosso corpo, pelo que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o mantimento, e o corpo mais do que o vestuário? Mateus 6:25

    Tendo, porém, sustento, e com que nos cobrirmos, estejamos com isso contentes. 1 Timóteo 6:8

    Mas os que querem ser ricos caem em tentação, e em laço, e em muitas concupiscências loucas e nocivas, que submergem os homens na perdição e ruína. 1 Timóteo 6:9

    Porque é mais fácil entrar um camelo pelo fundo de uma agulha do que entrar um rico no reino de Deus. Lucas 18:25

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.