Conhecendo a história de Jacó

Conhecendo a história de Jacó

Gên. 28:10-17; 32:22-29

I – Deixando o lar.

  1. A saudade imensa.
  2. A incerteza do futuro.
  3. A visão confortadora. – Vs. 12-17, 15.
  4. O seu reconhecimento – “Deus está neste lugar”. – V. 16.
  5. a) Seja esta a experiência para cada um e especialmente para aqueles que ainda não conhecem a Deus.

II – No meio das lutas. – Gên. 32:29.

  1. Como Deus se revelou e abençoou a Jacó?
  2. a) Após grande aflição.
  3. b) Após intensa comunhão com Deus – oração.
  4. c) Após confissão humilde.
  5. Qual foi o lugar da bênção?

“Ali” – lugar de comunhão.

  1. Aqui estamos, prestes a iniciar as lutas e aflições.
  2. Poderá ser este um lugar de bênção? Sim, se estamos prontos a:
  3. a) Consagrar-nos a Ele.
  4. b) Humilhar-nos e confessar nossas faltas.
  5. c) Executar a vontade de Deus. – Deut. 4:29.

ESAÚ E JACÓ

À primeira vista, Esaú é mais atrativo do que Jacó – é mais homem, mais generoso e franco que seu irmão gêmeo. Está escrito: “Amei a Jacó e aborreci a Esaú”, e a razão desta declaração do Senhor está contida na história de Esaú.

  1. Menosprezou a Sua primogenitura. – Gên. 25:30-34.

Esse privilégio implicava o sacerdócio da família – Êx. 4:22; 19:6, etc., a comunhão com Deus. Porém as coisas espirituais não tinham atrativos para Esaú.

  1. Vendeu sua primogenitura. – V. 31. Deu mais valor a um prato de lentilhas que ao seu direito de primogênito. Da família de Abraão viria ao mundo o Messias e esta possibilidade ele vendeu, como séculos depois Judas vendeu Seu Mestre por trinta moedas de prata. Cristo não era uma atração para Esaú.
  2. Perdeu a Bênção. – Gên. 27:30. É certo que Jacó enganou para obter a bênção de Isaac e mais tarde colheu o fruto amargo de ser enganado por seus filhos. Ele sabia apreciar a bênção do pai e seu justo valor com todas as vantagens espirituais que ela envolvia. Esaú pensa no presente, e Jacó, no futuro.
  3. Não achou lugar de arrependimento. – Heb. 12:16-17. Feita a escolha, não pôde recuperar o perdido. Não pôde fazer Isaac mudar de parecer e conceder-lhe a bênção que havia Perdido por sua insensatez. “O choro e ranger de dentes” foi a sua porção.
Compartilhe esta postagem em suas redes sociais

prjulio

Pastor da Igreja de Deus no Bairro Santa Terezinha - Catalão/Go. Pastoreando a 16 anos, pai de 5 filhos, Servo do Deus altíssimo, utilizando a internet como meio de propagação da palavra de Deus a quem desejar. Com humildade e amor.

Postagens Relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.