Puro nardo o óleo da purificação
2 Minutos (Tempo de leitura )

Puro nardo o óleo da purificação

Puro nardo o óleo da purificação

Visualize Word PDF 

 

Marcos 14:3 E, estando ele em Betânia, assentado à mesa, em casa de Simão, o leproso, veio uma mulher, que trazia um vaso de alabastro, com ungüento de nardo puro, de muito preço, e quebrando o vaso, lho derramou sobre a cabeça. 4 E alguns houve que em si mesmos se indignaram, e disseram: Para que se fez este desperdício de ungüento? 5 Porque podia vender-se por mais de trezentos dinheiros, e dá-lo aos pobres. E bramavam contra ela. 6 Jesus, porém, disse: Deixai-a, por que a molestais? Ela fez-me boa obra. 7 Porque sempre tendes os pobres convosco, e podeis fazer-lhes bem, quando quiserdes; mas a mim nem sempre me tendes. 8 Esta fez o que podia; antecipou-se a ungir o meu corpo para a sepultura. 9 Em verdade vos digo que, em todas as partes do mundo onde este evangelho for pregado, também o que ela fez será contado para sua memória.

Ir ao encontro. V3

(Mateus 11:28) –  Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei.

Quebrou o vaso v3

(Efésios 5:2) –  E andai em amor, como também Cristo vos amou, e se entregou a si mesmo por nós, em oferta e sacrifício a Deus, em cheiro suave.

Entregou o que era precioso v3

(Lucas 16:13) –  Nenhum servo pode servir dois senhores; porque, ou há de odiar um e amar o outro, ou se há de chegar a um e desprezar o outro. Não podeis servir a Deus e a Mamom.

Jesus reconheceu.  V6

(João 1:12) –  Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que crêem no seu nome;

Ele é o mais importante. V7

(Marcos 12:30) –  Amarás, pois, ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento, e de todas as tuas forças; este é o primeiro mandamento.

O que se faz aos homens é esquecido, mais o que se faz a Deus, não. V9

(Números 23:19) –  Deus não é homem, para que minta; nem filho do homem, para que se arrependa; porventura diria ele, e não o faria? Ou falaria, e não o confirmaria?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *