Série as religiões existentes – Adventista do 7º Dia

As religiões existentes pelo mundo

FUNDADOR:
Guilherme Miller nasceu em 1787, em Pittsfield, Massachutss, EUA. Ellen G. White nasceu em 1827.

ESCRITURAS:
Considera os livros de Ellen White inspirados por Deus. O livro O Grande Conflito é considerado uma obra-prima. Outras publicações são: Vida de Jesus, Patriarcas e Profetas, Veredas de Cristo, O Desejado de Todas as Nações.

DEUS:
Crê na Trindade.

JESUS:
Jesus e o arcanjo Miguel são a mesma pessoa. Possui natureza pecaminosa, não concluiu a obra de Redenção na cruz. Está fazendo o juízo investigativo.

ESPÍRITO SANTO:
É uma pessoa divina.

SALVAÇÃO:
Pela obra de Cristo na cruz, a qual ainda será concluída. Há pecados perdoados, mas não extirpados. Satanás arcará com os pecados dos crentes e quando for aniquilado, os pecados serão cancelados. Guarda do Sábado é essencial à salvação.

MORTE:
Após a morte, o espírito, que não é uma personalidade, mas apenas um fôlego de vida desaparecerá juntamente com o corpo – o sono após a morte.

OUTRAS CARACTERÍSTICAS:
Aniquilamento dos ímpios. Jesus, em 1844, passou do primeiro compartimento do Santuário Celestial para o Santo dos Santos para concluir a obra de Redenção, onde está ocorrendo o juízo investigativo.

TAG: SÉRIE AS RELIGIÕES EXISTENTES –  ADVENTISTA DO 7º DIA

Deus te ama e tem um plano maravilhoso de vida e salvação para você!!!
Pastor Júlio Fonseca


Sobre o Pr. Julio Fonseca

Graça e Paz! Olá, sou o Pastor Júlio Fonseca da Igreja de Deus no Brasil no município de Anhanguera - Goiás. Procuro ser útil na evangelização por meio da internet levando a palavra de Deus a quem dela precisar sempre com alegria, amor e dedicação! Conheça a minha igreja. »»» www.igrejadeus.com«««

4 Comentários em “Série as religiões existentes – Adventista do 7º Dia”

  1. Continuação..

    Saudações Cristãs!

    Vejam como os Adventistas almejam ser perseguidos. Pelos escritos Ditos inspirados da IASD, sabemos que a profetisa disse que os perseguidores seriam:

    1 – Católicos;
    2 – Protestantes que não guardam o sábado judaico;
    3 – A Imagem da Besta ou seja os Estados Unidos.

    Vemos por aí que os inimigos dos IASD são os mesmos dos Radicais Muçulmanos/Islâmicos.

    Então se tem inimigos em comum! Esperam ser persegudos por eles! Assim como foi com o Bin Laden.

    Esquisito, insano e interessante esta paranóia! Chega a ser Macabra e sinista!

    Acham que os Eua e os Protestantes perseguirão todos os Judeus, Adventistas e Guardadores do sábado, apenas por não guardar o domingo?

    Veja um título publicado por um Blog Adventista, QUE INCLUSIVE NÃO USA TEXTOS BÍBLICOS:

    “OSAMA BIN LADEM E OS OBSERVADORES DO SÁBADO”

    bBo link:
    http://otempofinal.blogspot.com/2011/05/osama-bin-laden-e-os-observadores-do.html

    Trancrito acima em comentáris anteiores…

    Querem ser perseguidos a todo custo, cheggando até a se comparar com Os Terroristas.. Para que isto? Que Loucura? Que paranóía induzida pela leitura que distorçe o bom entendimento!

    Cordiamente,

  2. Continuação…

    Noutro âmbito (sim, entenda, por favor que um evento não está relacionado com o outro; usarei da comparação apenas pelo princípio invocado), é curioso verificar que a pena inspirada de Ellen White anunciou quais seriam os argumentos levantados para suscitar a destruição dos guardadores do Sábado. Relembre-os, resumidamente, aqui (destaco os sublinhados):

    “A ira do homem será especialmente despertada contra os que santificam o sábado do quarto mandamento; e por fim um decreto universal denunciará a estes como dignos de morte” (Profetas e Reis, p. 512).

    “Os poderes da Terra, unindo-se para combater os mandamentos de Deus, decretarão que todos, “pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e servos” (Apoc. 13:16), se conformem aos costumes da igreja, pela observância do falso sábado. Todos os que se recusarem a conformar-se serão castigados pelas leis civis, e declarar-se-á finalmente serem merecedores de morte” (O Grande Conflito, p. 604)

    “Insistir-se-á em que os poucos que permanecem em oposição a uma instituição da igreja e lei do Estado (n.d.r.: a observância do domingo), não devem ser tolerados; que é melhor que eles sofram do que nações inteiras sejam lançadas em confusão e ilegalidade” (O Grande Conflito, p. 615).

    Ou seja: da mesma forma como, hoje, há grande alegria porque é melhor que Osama bin Laden morra do que as nações continuem a viver ameaçadas, com medo e angustiadas, no futuro, tentar-se-á provar que será preferível eliminar os observadores do Sábado, do que permitir a desordem e desobediência a leis humanas que, segundo alguns, será a causa de tantos sofrimentos que se abaterão sobre os perdidos habitantes da Terra.

    Então, através desses atos, acharão os homens ter encontrado o caminho para maior paz e segurança, tal como agora sucede. Mas a sentença de Deus sobre eles está anunciada:

    “Quando pastores, agricultores, negociantes, advogados, grandes e pretensos bons homens exclamarem: “Paz e segurança!”, sobrevirá repentina destruição. Lucas relata as palavras de Cristo, de que o dia de Deus vem como um laço – a figura de um animal andando na selva em busca da presa, e eis que, de repente, ele é apanhado na disfarçada armadilha do caçador” (Manuscript Releases, v. 10, p. 266).

    A própria História está a avisar-nos que aquilo que poderíamos eventualmente considerar como muito difícil de suceder, é, afinal, apenas e só uma questão de tempo e de circunstâncias mais favoráveis.

    Mas, como alguém me dizia recentemente, não há surpresa nem temor; é só estar atento e perceber que tudo se encaminha para o que há muito está anunciado….

    Contnua com OBS:

  3. Vejam um post de um blog Adventista:

    Link:http://otempofinal.blogspot.com/2011/05/osama-bin-laden-e-os-observadores-do.html

    Osama bin Laden e os observadores do Sábado
    A notícia tomou de assalto todos os meios de comunicação no mundo inteiro: Osama bin Laden, o inimigo nº 1 dos EUA e do mundo, da paz e segurança mundial, homem mais procurado do planeta, foi abatido a tiro numa operação levada a cabo pelas forças especiais americanas em território paquistanês. Termina assim uma década de busca àquele que foi considerado e assumido como culpado e orquestrador de alguns dos mais violentos atos da História moderna.

    Ou talvez não… Convirá referir que ainda muito haverá para definir quanto ao que sucederá àquilo que no ocidente se convencionou chamar de “terrorismo internacional”, cuja figura maior era o agora falecido bin Laden.

    Se quisesse discutir as implicações mundiais de tal acontecimento, poderia iniciar aqui um debate que facilmente se prolongaria no tempo com mais dúvidas do que conclusões. Antes, prefiro olhar para tudo isto e as reações que já surgiram e tentar perceber que relevância estes acontecimentos têm no âmbito daquilo que entendemos como sendo o rápido aproximar do fim dos tempos.

    Em primeiro lugar, creio que não terá sido surpresa alguma o consenso geral de satisfação pela morte de bin Laden. Durão Barroso, líder da União Europeia, disse que esta morte é um “grande feito” e que “torna o mundo um lugar mais seguro”; o ex-presidente americano George W. Bush opina que estamos perante “uma vitória para os Estados Unidos”; Bill Clinton, seu antecessor, classifica o momento como “profundamente importante”; o governo alemão declara que esta é uma “boa notícia”; David Cameron, Primeiro-ministro inglês, considerou tratar-se de “um gigantesco passo em frente”; também o Kremlin se mostra agradado com o resultado desta operação.

    Na mesma onda, talvez mesmo mais efusiva, vemos algumas dezenas ou centenas de pessoas que, altas horas da madrugada, ocuparam as ruas de algumas cidades americanas, principalmente Nova Iorque, para, enrolados em bandeiras americanas, celebrarem efusivamente a morte do líder da Al-Qaeda. Isto até me fez estabelecer um paralelo com a morte de Yasser Arafat alguns anos atrás, que provocou enorme satisfação em alguns círculos judaicos…

    Independentemente das causas justas que se coloquem (ou não…), reparo em como se celebra a morte de um homem. Mesmo com todas as condicionantes, é de frisar que aqueles que se sentem vítimas de uma ideologia que usa como forma de ação a extrema violência, incluindo a morte brutal, se deleitem agora porque foi usada a exata mesma receita para com os seus inimigos…

    Poderemos até pensar: “bem feito!”; contudo, isso apenas torna a vítima igual ao agressor, com um mesmo impulso vingativo que justifica e abona um comportamento no qual os criminosos conseguem exercer a sua influência sobre o agredido, pois, simplesmente, o que acontece é que trocaram de posições…

    Contudo, e este foi o pormenor que desde que ouvi a notícia captou a minha atenção, atente bem, e de novo, para alguns dos argumentos usados nas manifestações de regozijo pela morte de Osama bin Laden:

    a) o maior “mal” foi finalmente derrotado e propõe-se a sua erradicação;
    b) o mundo foi libertado da sua maior ameaça;
    c) abrem-se novas perspetivas de paz e segurança.

    Continua…

  4. Saudações!

    Para eles também:

    1 – A Igreja católica é a Grande Meretriz do apocalipse;
    2 – Todas as igrejas que não guardam o sábado judaico também são consideradas filhas da Meretriz(A Igreja Católica)- A Grande Babilônia;
    3 – Para eles O Papa é a Besta;
    4 – Para eles Os EUA são imagem da Besta;
    5 – Para eles O Anti-cristo é o Papa;
    6 – Para eles O 666 é o Papa;
    8 – Para eles quem guarda o domingo recebe o sinal da besta;
    9 – Para eles quem guarda o sábado recebeu o selo de Deus;
    10 -Para eles o ISLÃ parece nem existir;
    11 -Para eles, os seus perseguidores são os próprios Cristãos, que não lhes fazem mal algum;
    12 -Eles “metem o Pau” em todas as Igrejas que não ensinam a guarda do sábado;
    12 -Exigem crer na inspiração de EGW(Espírito de Profecia) para se batizar na IASD;
    13 -Tem Também o “Decreto dominical”, que estão aguardando, pois acham que serão perseguido por guardar o sábado e não o domingo;
    14 -Junto com eles por certo serão perseguidos todos os que guardam o sábado,inclusive os Judeus;
    15 -Para eles a linha divisória entre o Crente e o não Crente, nos eventos finais, será a Guarda do sábado versus guarda do domingo;
    16 -Para eles o divisor nos eventos finais não é confessar JESUS CRISTO, mas guardar o sábado;

    Só tem uma coisa! Eles adoram a semana Inglesa de folgar o sábado e o domingo, recebendo portanto, também, a dita marca da Besta(descansar aos Domingos)- Veja aqueles que trabalham nos departamentos da Igreja, na organização; Faça uma visita lá “NO DOMINGO”, para ver se estão trabalhando!!?

    Assistam ao filme Adventista: “A ÚLTIMA BATALHA” e veja QUAL É O FOCO DOS EVENTOS FINAIS, PARA ELES?

    baixetudoadventista.com/a-ultima-batalha-filme-adventista-brasileiro-dvd-2/

    Gostaria que acrescentassem mais ítens, pois não me lembro agora…. mas tem mais!!

    Cordialmente,
    do Irmão Cristão
    Beto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *