Devo confessar meu passado?

Anailuj
Campos
RJ
Pecado
Quando criança meu pai tentou me abusar tanto a mim como minha irmã, nunca contei nada para minha mãe mas eu odiava ele, comecei a namorar com um rapaz pois queria sair de casa me apaixonei por ele e acabei me entregando a ele mas ele não quis assumir nosso namoro então comei a namorar mais velho este quis namorar em casa tudo direitinho, ele foi criado em um lar cristão se dizia crente mas não era totalmente convertido. as vezes descobria que ele me traia então eu ficava com meu ex namorado pois eu o amava nisto acabei engravidando ate por meu desejo pois queria sair de casa, meu ex então sumiu e meu namorado assumiu mas nem imaginava que eu o traia pois ele morava em outra cidade e só vinha aos finais de semana, tendo certeza que o filho era de outro mas não lhe contei nada, nos casamos então eu acabei me convertendo e fiquei com a consciência me pesando por causa deste pecado não sabia o que fazer, dois anos se passaram e ele acabou me traindo e engravidando outra moça eu então pedi o divórcio e contei que o filho não era dele, ele disse que o filho era dele sim e nunca mais quis tocar no assunto, nos mudamos por causa do serviço dele para uma cidade distante, meu filho já tem 24 anos e não sabe de nada, e eu nunca mais vi meu pai, o ódio passou mas não me vejo perto dele pois sei que ele mesmo velho continuou fazendo aquele tipo de coisa com outras pessoas pois se separou de minha mãe, com isto tenho algumas perguntas a fazer.
Eu já perdoei meu pai, não tenho mais pesadelos com ele e nem problemas de me relacionar com meu esposo por causa dele, mesmo assim devo procurá-lo, estou pecando de não querer vê-lo pois ele nunca procurou os filhos.
Outra pergunta eu fui perdoada quando contei meu erro a meu esposo, mas não sei se ele acreditou, mas eu sei que aji corretamente, mas e o meu filho se eu não contar nada para ele eu estou em pecado por isto?

1ª Resposta Você deve procurar seu pai?

Você foi vítima de uma conduta reprovavel de seu pai, mais veja como você disse, toda raiva que você sentia dele só serviu para você tomar atitudes ruins, pois você só queria sair de casa. Então você não precisa o procurar, porém é extremamente necessário para seu próprio bem estar que você o perdoe. Pode ser que você precise o procurar e disser que o perdoa, isso depende do fato de como você se sentiria com esse encontro. Aliviada por espressar seus sentimentos? ou voltaria toda as lembranças e você sentiria novamente raiva? Então você precisa se perguntar o que seria de fato o melhor, pois a resposta está em você e em como você se sentiria.

2ª Resposta: Contar para seu ex marido.

Você disse que contou, mais como foi em meio a uma discursão, não sabe dizer se ele acreditou no fato dele não ser o pai biológico de seu filho. Então penso eu que a verdade é algo que a bíblia trata como necessário para podermos ser perdoado de todo erro. Você deve buscar conversar com ele e dizer mais uma vez que ele não é o pai de seu filho, num ambiente calmo. Isso tirará um pesso de opressão de sua vida.

3ª Resposta: Contar para seu filho.

É um direito dele saber quem é seu pai biológico, porém pai é quem cria, e no mais quando seu ex marido entender que ele não é o pai biológico, ele pode mudar o comportamento em relação a seu filho, e ele não iria entender nada. Diga a verdade pois a verdade liberta e a mentira aprisona. Ore a Deus e que ele te abençoe nesta tarefa difício porém necessária.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.