A história do endemoniado Gadareno

Marcos 5: 1–  E CHEGARAM ao outro lado do mar, à província dos gadarenos. 2 E, saindo ele do barco, lhe saiu logo ao seu encontro, dos sepulcros, um homem com espírito imundo; 3 O qual tinha a sua morada nos sepulcros, e nem ainda com cadeias o podia alguém prender; 4 Porque, tendo sido muitas vezes preso com grilhões e cadeias, as cadeias foram por ele feitas em pedaços, e os grilhões em migalhas, e ninguém o podia amansar. 5 E andava sempre, de dia e de noite, clamando pelos montes, e pelos sepulcros, e ferindo-se com pedras. 6 E, quando viu Jesus ao longe, correu e adorou-o. 7 E, clamando com grande voz, disse: Que tenho eu contigo, Jesus, Filho do Deus Altíssimo? conjuro-te por Deus que não me atormentes. 8  (Porque lhe dizia: Sai deste homem, espírito imundo.) 9  E perguntou-lhe: Qual é o teu nome? E lhe respondeu, dizendo: Legião é o meu nome, porque somos muitos. 10  E rogava-lhe muito que os não enviasse para fora daquela província. 11 E andava ali pastando no monte uma grande manada de porcos. 12 E todos aqueles demônios lhe rogaram, dizendo: Manda-nos para aqueles porcos, para que entremos neles. 13 E Jesus logo lho permitiu. E, saindo aqueles espíritos imundos, entraram nos porcos; e a manada se precipitou por um despenhadeiro no mar (eram quase dois mil), e afogaram-se no mar. 14 E os que apascentavam os porcos fugiram, e o anunciaram na cidade e nos campos; e saíram muitos a ver o que era aquilo que tinha acontecido. 15  E foram ter com Jesus, e viram o endemoninhado, o que tivera a legião, assentado, vestido e em perfeito juízo, e temeram. 16 E os que aquilo tinham visto contaram-lhes o que acontecera ao endemoninhado, e acerca dos porcos.17 E começaram a rogar-lhe que saísse dos seus termos. 18 E, entrando ele no barco, rogava-lhe o que fora endemoninhado que o deixasse estar com ele. 19 Jesus, porém, não lho permitiu, mas disse-lhe: Vai para tua casa, para os teus, e anuncia-lhes quão grandes coisas o SENHOR te fez, e como teve misericórdia de ti. 20 E ele foi, e começou a anunciar em Decápolis quão grandes coisas Jesus lhe fizera; e todos se maravilharam.

  • O demônio se identifica como legião. Conjunto de 6.000 soldados.
  • Os demônios podem dominar a mente e as ações.
  • Isso pode acontecer por causa da consagração, quando a pessoa se entrega aos demônios, ou em caso de desenvolvimento mediúnico, culto a espíritos, invocação de mortos, “trabalhos” espirituais, feitiços e magias. Por brincadeiras ou curiosidades pessoas podem invocar forças demoníacas. (Levítico 20:27) –  Quando, pois, algum homem ou mulher em si tiver um espírito de necromancia ou espírito de adivinhação, certamente morrerá; serão apedrejados; o seu sangue será sobre eles.
  • Características demoníacas: A possessão demoníaca pode ser discreta ou evidente. Em suas manifestações extremas, o indivíduo realiza coisas que não faria em seu estado normal, tais como: demonstrar violência e força descomunal, comer carne humana, beber sangue, mudar o semblante e a voz, pronunciar adivinhações, etc.. Há casos, porém, em que os espíritos atormentam sua vítima sem que as pessoas à sua volta notem algo de sobrenatural.
  • Muitas pessoas sofrem por força demoníacas mais são atribuídos a outros tipos de problemas.
  • O gadareno vivia nos sepulcros, que eram cavernas. Ali não era lugar para pessoas vivas, mas o Diabo o levou para lá. Nisso percebemos o seu propósito de roubar, matar e destruir (João 10:10) – O ladrão não vem senão a roubar, a matar, e a destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância.
  • Era um morto-vivo.
  • Quem não segue a Cristo está caminhando com o inimigo rumo à perdição eterna.
  • Ninguém podia fazer coisa alguma por aquele homem. Não podiam salvá-lo ou ajudá-lo de alguma forma. Então, tentavam prendê-lo, talvez com a intenção de protegê-lo de si mesmo.
  • . Nenhum ser humano tem força para controlar um demônio. O que dizer de milhares?
  • O possesso vivia perturbado. Era feroz e ameaçador (Mt.8.28). Não tinha descanso. Não conseguia dormir. Andava nu, gritando, dia e noite, enquanto se feria com pedras. O inferno será muito pior do que isso, mas ali estava uma amostra do tormento eterno.
  • O demônio reconheceu Jesus imediatamente e se prostrou para adorá-lo, como fazia quando era um anjo de Deus.
  • Naquele momento, o espírito mau deu o seu testemunho de que Jesus é o Filho de Deus. Algo tão difícil para as pessoas acreditarem e reconhecerem, era fato natural para aquela entidade maligna.
  • O endemoninhado não podia libertar a si mesmo da escravidão espiritual. Os outros também não podiam libertá-lo. O Filho de Deus veio trazer liberdade aos cativos, desfazendo as obras do Diabo.
  • era isso que os demônios pretendiam fazer ao gadareno. Então, por quê não fizeram? Eles só agem dentro dos limites da permissão divina (Mc.5.13).
  • e por causa do abrigo (Mateus 12:43) – E, quando o espírito imundo tem saído do homem, anda por lugares áridos, buscando repouso, e não o encontra. 44) – Então diz: Voltarei para a minha casa, de onde saí. E, voltando, acha-a desocupada, varrida e adornada.
  • Depois da libertação, o gadareno parecia outro homem. Foi encontrado assentado, vestido e em perfeito juízo A conversão é o início de uma nova vida, com equilíbrio, sossego, descanso, paz, dignidade, ordem e decência. Além de ter sido liberto, aquele homem foi salvo (Lucas 8:35) – E saíram a ver o que tinha acontecido, e vieram ter com Jesus. Acharam então o homem, de quem haviam saído os demônios, vestido, e em seu juízo, assentado aos pés de Jesus; e temeram. (Lucas 8:36) – E os que tinham visto contaram-lhes também como fora salvo aquele endemoninhado.

Você gostou desta mensagem?

0 / 0

Compartilhe:

71 visualizações
Deixe um comentário 0

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *