Cinco lições sobre o de batismo

 

Lição I

Uma nova vida com cristo

1-      O RENASCIMENTO
Jo 3:3,6 e 7
“Se alguém não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus”. O que é nascido da carne é carne, o que é nascido de Espírito é espírito. Não te admires de eu te dizer: Importa-vos nascer de novo.
A salvação é um ato gracioso de Deus, que já providenciou tudo para a redenção do homem por meio de Jesus Cristo. O caminho é aceitar, pessoalmente o sacrifício de Jesus e a partir daí, esforçar-se para abandonar a velha natureza. Salvação é um processo que implica não só na aceitação do plano de Deus, mas também no esforço pessoal para mudança de vida e crescimento espiritual.
1-      Que é nascer de novo ?
a)            É uma condição imprescindível para que alguém entre no reino de Deus. Jo 3
b)            Não é tornar-se adepto de uma religião
Ele é caracterizado pelo despir-se do Velho homem e pelo revestimento do novo homem, criado segundo Deus, em justiça e retidão. Ef 4.23-24
c)            É mudar de Vida.
Significa regenerar. O “velho homem”, a “velha criatura” morre e nascer uma nova pessoa, com nova mente, uma nova vontade. Paulo disse: “E assim, se alguém está em Cristo é uma nova criatura: as coisas antigas já passaram; eis que se fizeram novas” II Co 5.17
d)           É fazer morrer a natureza terrena.
Os tempos vividos longe de Cristo são marcados pelas práticas pecaminosas, voltadas aos prazeres pessoais. Por isso o apóstolo recomendou: “Fazei morrer a vossa natureza: prostituição, impureza, paixão, lascívia, desejo maligno e a avareza que é idolatria. Despojai-vos igualmente de tudo isto: ira, indignação, maledicência, maldade, linguagem obscena do vosso falar, não mintais uns aos outros…” Cl 3.5,9
2-      COMO CUTIVAR A NOVA VIDA ?
a)            Vivendo em Cristo.
“Eu sou a videira e vós os ramos. Quem permanece em mim e eu nele, esse dá fruto; porque sem mim nada podeis fazer.
Vivamos em Cristo quando colocamos Cristo em primeiro lugar em nossos pensamentos, desejos, relacionamento e atividades “Buscai, pois em primeiro lugar , o seu reino e a sua justiça e todas as coisas vos serão acrescentadas (Mt 6.33)”.
Viver em Cristo significa ainda permanecer nele I Jo 2.6 diz “aquele que diz que permanece nele, esse deve também andar assim como ele andou”. Isso significa obediência diária à vontade de Deus revelada na Palavra.
b)            Vivendo a palavra
“Agora pois, encomendo-vos ao Senhor e à Palavra de sua graça, que tem poder para vos edificar e dar herança entre todos os que são santificados”. At 20.32
A bíblia é a palavra de Deus, e nela encontraremos resposta para muitas duvidas espirituais que temos e /ou que ainda teremos. O verdadeiro cristão se amadurece ouvido e praticando a palavra de deus. Ouvir a palavra de Deus na Igreja é um dever e um privilégio, Dever para quem busca entender a vontade de Deus e com ele tem compromisso, um privilégio, pois que escuta a palavra de Deus e coloca-a em prática, torna-se um cristão valoroso munido do espírito santo e abençoado por Deus.
c)            Vivendo pelo Espírito de Deus (Rm 8.14)
“pois todos os que são guiados pelo Espírito de Deus são filhos de Deus”
Quando você se torna cristão, seu coração torna-se o lar do Espírito Santo. Paulo exclamou: “Acaso não sabeis que vosso corpo é santuário do Espírito Santo que está em vós, o qual tendes da parte de Deus e que não sois de vós mesmo?”
d)           Vivendo pela Fé (II Co 5.7)
“Visto que andamos por fé, e não pelo que vemos”
Fé é crer em Deus, é certo de que o que não vemos existe pois podemos sentir e constatar através dos testemunhos as maravilhas que Deus fez e que ainda faz para com aqueles que o serve, pois Deus vive e seus milagres existem, através da obediência ele se mostra mais presente em “nossas vidas”.
e)            Vivendo em Santificação (I Pe 1.13-17)
“Como é santo aquele que vos chamou, sede vós também santos”
A santificação é resultado do abandono do pecado, é a prova da regeneração. É esforçar-se por viver de modo digno, mostrando mudança nos costumes, hábitos e atitudes antigas que não agradavam a Deus.

Lição II

CONHECENDO A BÍBLIA
A bíblia contém 66 livros que foram escritos por cerca de 40 pessoas, durante um período aproximadamente de 1600 anos, sendo que o autor é Deus.
Apesar de ter sido escrito por mãos de homens, esses foram inspirados por Deus Jo 66:08 ; II Tm 3:16
A bíblia está dividida em duas partes:
a)      Velho testamento:
No velho testamento vimos como Deus criou as coisas e o homem, vimos a História da queda do Homem e Deus mostra que para o homem se salvar deveria vir o Messias, Jesus Cristo, sendo assim a mensagem principal do velho testamento é: Jesus Virá.
b)      O Novo Testamento:
O novo testamento tem a mensagem principal em: Jesus veio e voltará, ele nos mostra toda a vida de Jesus, a sua divindade e poder e também como Ele derrotou satanás e a morte  nos dando oportunidade de salvação.
Conclusão:
            Sendo a Bíblia um livro inspirado por Deus, sendo a palavra de Deus, ela é viva, por tanto se lemos um texto varias vezes, sempre através deste texto o senhor nos falará uma coisa nova.
            A bíblia não deverá ficar somente exposta na cabeceira da cama ou na estante, mais ela deverá ser lida e estudada constante mente, pois ela é uma fonte inesgotável de sabedoria. (Hb 4:12).

Lição III

A IMPORTÂNCIA DO BATISMO
            Portanto, ide ensinai a todas as nações, batizando-as em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.
            A palavra batismo significa imergir, mergulhar, submergir. No texto de Romanos 6:3 a 10, o batismo é apresentado como sendo a figura nítida da velha natureza e da nova vida que obtém na pessoa de Jesus.
1 – O que é o batismo?
            É uma ordenança instituída por Jesus, afim de que os verdadeiros convertidos que desejam pertencer à igreja, a ela se submetam. É uma cerimônia religiosa para os que desejam seguir um novo caminho, dispostos a uma vida de santidade e justiça.
            É um testemunho prático de arrependimento diante dos homens e uma declaração pública afim de que todos saibam e conheçam que agora a pessoa pertence ao rol dos salvos.
a)      O batismo é o ritual através do qual uma pessoa, após aceitar a Cristo passa a pertencer à comunidade cristã que é a igreja. Em primeiro aceita a cristo diante dos homens e a seguir são batizados. Atos 2:41; 8:38.
b)      O batismo não é para crianças. Não vemos no Novo Testamento o batismo de crianças. Jesus foi apresentado no templo e só batizado quando adulto. Lc 2:22-24; 3:21-23.
c)      O batismo é feito por imersão. Era realizado em águas. (Jo 3:23), porque requeria imersão. Esse ato quer dizer que o velho homem morreu e foi sepultado. Rm 6:3-6.
d)      O batismo é feito em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Essa fórmula trinitária foi ensinada por Jesus. (Mt 28:19).
SIGNIFICADO DO BATISMO PARA O CRISTÃO.
a)      Testemunho público de arrependimento. (Mt 10:32; At 2:38)
b)      Declaração de fé em Cristo.(At 8:36-38)
c)      O batismo é um ato que expressa a regeneração do Homem.(Jo 3:35)
d)     O batismo é um ato que expressa a submissão voluntária a Cristo.(Mt 6:10)
e)      O batismo é um privilégio concedido só aos fieis.(At 10:47)
Conclusão:
            Nem Jesus teve por vangloria recusar o batismo. E se existiu alguém que não precisava ser batizado, este era Jesus, Porquê nele não havia pecado. (II Co 5:21)

Lição IV

ORAÇÃO, JEJUM E SANTIFIACAÇÃO.

ORAÇÃO

A oração é a comunicação entre o homem e Deus. É a comunicação entre o nosso espírito e Deus. A atitude de orar é o reconhecimento da existência e da presença de Deus.
            Orar é dar a Deus acesso às nossas necessidades (Mt 7:07).
            A oração nos exige:
a)      Tempo com Deus – devemos separar um tempo para a oração.
b)      </span >Disciplina de pensamentos – é uma luta espiritual que exige disposição, perseverança e a necessidade de estar atento as palavras proferidas ( II Co 10:05)
c)      A oração requer tranqüilidade e local apropriado.
Tipos de Oração:
a)      Deus como centro de nossas orações – É o tipo de oração que nos leva à presença de Deus.
I-                   Ações de Graças – Agradecer a Deus por tudo que ele tem feito em nossa vida.
II-                Louvor – Declarar a Deus as suas maravilhas, as suas obras, num espírito de gratidão.
III-             Adoração – é o tipo de oração que o crente exalta a Deus e glorifica, mostrando a ele o quanto o ama e que ele está acima de tudo e de todos.
b)      Nós mesmos como centro das orações – Apresentar a nossa vida a Deus para que ele atenda as nossas necessidades.
I-                   Petições – Fazer um pedido pessoal a Deus, seja espiritual ou material (Mc 11:24).
II-                Consagração ou dedicação – é uma atitude de submissão à vontade de Deus. Pedir força e sabedoria de Deus para a santificação.
III-             Entrega – É descansar no senhor qualquer problema, e deixar que ele resolva todos os nossos problemas (Fp 4:6-7)
c)      Os outros como centro de nossas orações – é interceder por outras pessoas. Pedir a Deus que resolva problemas, ou cure, ou salve outra pessoa.
Nos cultos devemos observar para não se misturar orações, por exemplo, no instante em que estiver todos orando em adoração, não é aconselhável levantar a voz e fazer uma petição ou uma intercessão, pois foge do espírito de adoração e desorganiza o culto. Todo crente deve orar bastante, pois quem ora muito recebe muito poder e quem ora pouco recebe pouco poder.

JEJUM

Jejuar é abster-se de alimento, com a intenção de se fizer um pequeno sacrifício a Deus em resposta as bênçãos que Deus nos tem dado, ou para que Ele nos abençoe mais ainda.
A Bíblia nos mostra três tipos de jejum:
a)      O Jejum Típico – Este jejum não implica na abstinência de líquidos, mas apenas de alimentos sólidos.
b)      O Jejum Completo – Ou jejum abstinência de alimento sólido e líquido. Este deve ser praticado com cautela, e não pode ser muito prolongado, devido aos riscos a saúde.
c)      O Jejum Parcial – É caracterizado pelo que se come e pela freqüência com que se come. Significa abster-se de certos tipos de alimentos e durante um determinado período. Por exemplo: se você gosta muito de feijão, você faz um propósito com Deus de ficar algum tempo sem comer esse cereal.
Uma observação muito importante é que jejum sem oração é mera privação de alimento e não terá nenhum valor, sendo assim quando você for jejuar nunca se esqueça de orar no início, durante o período do jejum e no final do mesmo.
Como Jejuar:
1 – Determine previamente o tempo de duração do jejum.
2 – Em dias muito quentes, procure não se abster de líquidos.
3 – Planeje alguns versículos da Bíblia para Meditação
4 – Dê lugar ao arrependimento em seu coração.
5- Jejue com um propósito específico.
6- Jejue com uma atitude de perdão.
Porque Jejuar.
a)      Devo jejuar pela minha vida espiritual.
b)      Devo jejuar pelos meus próprios problemas.
c)      Devo jejuar nos períodos em que estou passando aflições.
d)     Devo jejuar quando tenho que tomar importantes decisões.
e)      Devo jejuar pela Igreja e seus membros.
f)       Devo jejuar para nossa cidade, pelo Brasil, pelas autoridades que estão no poder e pela Humanidade.

 SANTIFICAÇÃO

No ato da nossa conversão e do Batismo o Senhor Jesus nos santifica, pois os nossos pecados foram perdoados mediante o seu sacrifício na cruz do Calvário, mas para sermos salvos devemos continuar a viver em santificação, pois sem ela não seremos salvos (I Ts 5.23), pois fomos tornados santos por Ele, mas se continuarmos a ter uma vida de pecado a santidade oferecida por Cristo é manchada, impedindo a nossa salvação.
Santificação é então a nossa separação do pecado, do mal, do mundo e suas práticas pecaminosas, para vivermos para Deus e para servi-lo. É abandonar tudo o que sabe, sente e vê que não é de Deus e que lhe ofende.

Lição V

O BATISMO COM O ESPÍRITO SANTO E OS PRINCÍPIOS DA CONDUTA DO CRENTE
O batismo com o Espírito Santo é uma experiência pessoal de cada salvo com Deus. O batismo com o Espírito Santo acontece quando o espírito do salvo imerge no Espírito Santo de Deus, comunicando o espírito que em nós habito com o espírito do senhor. Significa que o salvo está em comunhão completa o Espírito de Deus, recebendo o ensinamento não pela sabedoria humana, mas ensinadas pelo Espírito do Senhor.(I Co 12.4-11)
Como buscar o batismo com o Espírito Santo.
          O coração deve ser preparado, para isso o crente deve estar arrependido de todos os seus pecados, não ter mágoas no coração. (At 2.38)
          A pessoa deve ter um grande desejo de receber o batismo.
          O crente deve pedir para receber. A vontade do Senhor é que todos sejam batizados com o Espírito Santo e em Lucas 11.13 o senhor diz… “quanto mais dará ao Pai celestial o Espírito Santo aqueles que pedirem”.
          Através da imposição de mãos, deixando o Espírito Santo entrar plenamente no seu ser. (at 8.17).
          Ter fé que receberá o batismo, porque isso agrada a Deus (Hb 11.6)
          E por ultimo o crente deve descansar na presença de Deus. Não é preciso produzir uma emoção, entregue-se à vontade de Deus, as emoções virão mais tarde.
Os dons Espirituais – dons do espírito Santo são dádivas concedidas por Deus a pessoas salvas com objetivos definidos, que são:
·         O aperfeiçoamento dos crentes (Ef 4.12)
·         O fortalecimento da Igreja (Ef 4.12)
·         A construção da unidade cristã (Ef 4.13)
·         A glorificação de Deus. (I Pe 4.11)
O Espírito Santo concederá um Dom ou dons de acordo com a sua vontade (do Espírito de Deus), cabe ao recebedor do Dom desenvolve-lo e usa-lo. (I Co 12.11)
Em I Coríntios 12.1-11, Paulo afirma que os dons são a maneira que o espírito Santo poderá manifestar-se na vida de um crente, levando-o a realizar aquilo que o próprio Deus vai fazer para na vida da pessoa.
Os dons do Espírito Santo são Classificados de três formas;
1-      Os dons de Revelação
a)      A palavra do Conhecimento – é o Dom que Deus faz com que a pessoa saiba detalhes sobre um evento ou coisa que não tínhamos conhecimento algum (At 9.10-20).
b)      A palavra da sabedoria – Este Dom está ligado ao dom da palavra do conhecimento, pois através deste Dom Deus nos dá a sabedoria necessária para nos relacionarmos, ou aconselharmos em algumas situações inesperadas e reveladas. (At 15.28).
c)      Discernimento de Espírito – É a capacidade Divina de distinguirmos se há força espiritual por traz de determinada atividade sobrenatural é celestial, humana ou infernal. (At 16.16-18).
2-      Os Dons de expressão Verbal.
a)      Profecia – é o Dom que leva o crente a expressar palavras inspiradas por Deus, com o propósito de edificar a Igreja, exortar o crente (reaviva-lo e desafia-lo) e consolar o crente (dar ânimo, encorajamento). Toda profecia verdadeira não precisa de interpretação pois é clara e nunca vai contra a Palavra de Deus. (I co 12.10).
b)      Dom de Línguas – São expressões verbais sobrenaturais numa língua e que vem sobre a forma de sons e sílabas desconhecidas do próprio indivíduo. Em geral expressam orações a Deus, louvores e ações de graça. (I Co 14.2).
3-      Os Dons de Poder.
a)      A fé – Dom da fé é a habilidade especial dada ao crente com o chamado de exercitar uma capacidade extraordinária de crer: é uma fé sobrenatural que faz com que declaremos a palavra e a vontade de Deus. O resultado disso é uma manifestação do poder miraculoso de Deus. Como exemplo citamos o caso de Josué, que ordenou que o sol e a lua parassem, mediante a sua fé os astros pararam.
b)      Dons de Cura – O Dom de cura funciona sobrenaturalmente por curar doenças e enfermidades sem nenhuma espécie de meios naturais (Mc 16.17-18).
c)      Operação de Milagres – São eventos sobrenaturais que excedem as leis físicas e o seu propósito é revelar o poder e autoridade de Deus. Exemplo: A libertação de Pedro (At 5+17-20), e a multiplicação de pães por Jesus.
É dever de todo o crente buscar do Senhor os dons do Espírito e desenvolvê-los, usando-os sempre, sem contrariar a Palavra de Deus.
Deus te ama e tem um plano maravilhoso de vida e salvação para você!!!
Pastor Júlio Fonseca

Você gostou desta mensagem?

1 / 0

Compartilhe:

892 visualizações
Deixe um comentário 3

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *


Anonymous

Anonymous

achei super legal pois as vezes agente tem duvidas e não sabemos a recorrer.

Anonymous

Anonymous

aqui achei interesantes + inportante aprndi + de Deus

Anonymous

Anonymous

maninha gostei muito