...

Dias melhores virão você precisa crer

“Porque a sua ira dura só um momento; mas no seu favor está a vida. O choro pode durar uma noite; pela manhã, porém, vem a alegria” Sl 30.5
Virá para vocë meu leitor, DIAS MELHORES.

A nossa sociedade não pensa em dias melhores, pois as circunstancias, problemas, violências tem dividido em 3 Grupos:

1º Grupo – Dos que não esperam mais nada.
1. Decepcionados, Frustrados.
2. Traição, Infidelidade,
3. Depressão, suicídio.
4. Não pensam em Si.
5. Tanto faz como tanto fez.
6. Desespero derrota.
7. Só violência. Fatalismo.
8. Têm Apreensão (medo)

2º Grupo – Daqueles que esperam o Pior
1. As coisas nunca vão mudar.
2. Descrédito em tudo
3. Não tem mais jeito.

3º Grupo – Daqueles que esperam alguma coisa
1. Esperança natural (os que ainda esperam)_
2. sociedade
3. política
4. ciência
5. Mudanças sociais e econômicas

Sempre me impressionei com a capacidade de Deus em mudar as nossas circunstâncias, em transformar tristeza em alegria, dor em alívio, escassez em abundância, choro em júbilo, tragédias em triunfo. Foi assim na vida de José, Jó, Jabez e Davi.

Quando examinamos comparativamente a nossa história com a destes personagens bíblicos, temos um convite à esperança; um momento de fé; de acreditar que Deus pode “fazer de novo” em nossas vidas. É permitir ao coração descansar em Deus, como uma criança descansa nos braços de sua mãe; é acreditar que dias melhores virão. As palavras de Davi confirmam uma realidade: choro e júbilo fazem parte da vida, ambas são pertinentes á nossa história.

Há o momento de lágrima, do desespero, da dor e aflição. Outro, entretanto, do júbilo, da serenidade, do alívio, da paz e prosperidade. Ninguém fica constantemente no choro, nem tampouco no júbilo. Choro e júbilo ajudam a formar o nosso caráter, por isso, precisamos deles. Os personagens bíblicos citados são verdadeiros exemplos de fé.

Acontece, entretanto, que apreciamos mais o júbilo e as conquistas que eles alcançaram, do que entender o caminho do choro que tiveram de percorrer. José, por exemplo, teve que experimentar a cova, a escravidão, a injustiça, o assédio e o calabouço, para então sentir o júbilo de ser o governador do Egito (Gn 37.22-28; 39.7-20);

Jó, passou pelo teste de Deus e do diabo, para só depois ser agraciado com saúde e prosperidade em dobro (Jó 1.7-12; 2.1-7; 42.10);

Jabez, teve a infância marcada pela dor e sofrimento, entretanto, buscou ao Senhor, invocou o seu nome, e alcançou o júbilo desejado (1Cr 4.9,10);

Davi, mesmo tendo sido ungido rei, teve que fugir como um bandido, comer do pão sagrado, fingir-se de louco e esconder-se em cavernas, para, então, ser o maior rei que Israel já teve em sua história (ISam 16.13).
O que me impressiona é que eles não obtiveram a revelação do futuro, ou seja, não conheciam previamente o que seria de suas vidas após as lágrimas. Basta-nos observar as palavras de Davi:

“Como o cervo anseia pelas correntes das águas, assim a minha alma anseia por ti, ó Deus! A minha alma tem sede de Deus, do Deus vivo; quando entrarei e verei a face de Deus? As minhas lágrimas têm sido o meu alimento de dia e de noite, porquanto se me diz constantemente: Onde está o teu Deus? Por que estás abatida, ó minha alma, e por que te perturbas dentro de mim? Espera em Deus, pois ainda o louvarei, ele é o meu socorro, e o meu Deus” (Sl 42).

A confiança em Deus é o fator determinante para o momento do júbilo. Talvez você esteja no dia do lamento, do choro, do luto, da dor, da perda…
Não se desespere! Lembre-se: você está vivendo “um momento” e isto significa que ele é provisório – a noite vai passar e a alegria virá ao romper da manhã. Afinal, a porta que se abre após o choro sempre será a do júbilo. Creia! Dias melhores virão, para você e para toda a sua família.

“Quem está com Deus está em maioria. O céu é um lugar de vencedores e nós estaremos lá…”

Conta-se a ilustraçáo de que: ”
Quatro velas estavam queimando calmamente. O ambiente estava tão silencioso que podia-se ouvir o dialogo entre elas.
A Primeira disse
– Eu sou a Paz! Apesar de minha luz as pessoas não conseguem manter-me acesa. E diminuindo sua chama devagarzinho, apagou-se totalmente.
A Segunda disse
– Eu me chamo Fé! Infelizmente sou supérflua para as pessoas.
Por que elas não querem saber de Deus por isso não faz sentido continuar queimando.
Ao terminar a sua fala, um vento bateu levemente sobre ela, e esta se apagou.
Baixinho e triste A Terceira se manifestou
– Eu sou o Amor!
Não tenho mais forças para queimar. As pessoas me deixam de lado por que só conseguem enxergar elas mesmas, esquecem daqueles que estão à sua volta.
E também se apagou.
De repente …. entrou uma criança e viu as TRES VELAS apagadas.
Que é isto? Vocês devem ficar acesas e devem queimar até o fim.
Então A Quarta Vela falou:
Não tenha medo criança, enquanto eu tiver acesa podemos acender outras velas.
Então a criança pegou a vela da Esperança e acendeu novamente as que estavam apagadas.
Uma Hora, um Mês Um Século não bastam!!!!
Para ser feliz, é preciso querer, acreditar, fazer merecer e participar.
Não existe felicidade individual.
Mantenha acesa a Vela da Esperança.

Eliel Soares

Publicado no Recanto das Letras em 15/08/2008
Código do texto: T1128949

Você gostou desta mensagem?

0 / 0



Visitado 18 vezes



Deixe um comentário 0

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *