Atividades para escola dominical

Atividades para escola dominical

 

Definição:

Atividades baseadas na experiência, com idade apropriada que envolvem as crianças na aprendizagem sobre a Bíblia. Clareza e compreensão das verdades Bíblicas vem de atividades de participação.

Características:

  • Cada atividade focalizada na descoberta dos conceitos Bíblicos.
  • As atividades são interessantes e são formuladas para ajudar as crianças a aprenderem.
  • A aprendizagem é clarificada através do diálogo/avaliação.
  • Os participantes realizarão atividades que vão de encontro com estilos diferentes de aprendizagem.
  • As atividades serão elaboradas umas nas outras para completar a compreensão do alvo da lição.

Para que servem as atividades de Aprendizagem Bíblica?

  • Preparar para o estudo.
  • Aplicação das verdades Bíblicas.
  • Aprendizagem da informação.
  • Socialização.
  • Criar ilustrações concretas da lição.
  • Cooperação.
  • Preparação para o serviço.

O ciclo da Aprendizagem:

  1. Aprendiz Imaginativo                       Por que?
  2. Aprendiz Analítico                            O que?
  3. Aprendiz do senso comum                Como?
  4. Aprendiz Dinâmico                           E se?

Tipos de Atividades?

  • Música.
  • Missões.
  • Ciência.
  • Dramatização.
  • Histórias.
  • Atividades manuais.
  • Atividades em grupo.
  • Atividades escritas.

 

Estilo de Aprendizagem Seção da Lição Atividades
Aprendiz Inovador Boas Vindas
  • Atividades escritas: poesia, cartas, cartões, peças.
  • Atividades manuais.
  • Discussão de grupo, expressão dos sentimentos.
  • Dramatização e charadas.

 

 

Aprendiz Analítico Lição
  • Explicação, lições objetivas.
  • Tarefa com leitura, pesquisas em dicionário e concordância.
  • Estudo do mapa, memorização.
  • Relatórios escritos.

 

 

Aprendiz de Senso Comum Aplicando

a

Lição

  • Experiências, criando algo novo.
  • Fazendo um boletim ou cartaz.
  • Criando projetos artísticos.
  • Formulando peças, exercícios e mensagens codificadas.

 

Aprendiz Dinâmico Compartilhando a

Lição

  • Atividades onde a estratégia é estabelecida, marcada.
  • Eventos de grupo e competitivos, revezamento.
  • Situações experimentais ou simuladas.
  • Produzindo uma encenação.

 

 

Atividades de Aprendizagem Bíblica

Ensinando de tal forma que as crianças possam se lembrar

 

Quais são as atividades de Aprendizagem Bíblica?

Aprendendo ao realizar experiências reais ou simuladas.

 

  • Bíblia
    As Atividades de Aprendizagem Bíblica levam as crianças para a Bíblia.
  • Aprendizagem
    Sem muito trabalho
    Existe para ajudar as crianças a compreenderem um conceito Bíblico
  • Atividades
    Não devem ser explicação
    Aprender fazendo
    Criar oportunidades para experimentar algo

Características da Aprendizagem Ativa

Por que atividade ativa funciona

 

  • Ênfase na aprendizagem – não no ensino.
  • É o processo da informação para o aprendiz.
  • As crianças se lembram do que processam ativamente.
  • Os resultados demonstram o que aprenderam.
  • Os adultos avaliam o que os alunos aprenderam.
  • Uma quantidade de informação é coberta com maior aprendizagem.

 

Vantagens da Aprendizagem Ativa

O problema em estabelecer Atividades de Aprendizagem Bíblica que valha a pena!

 

  • As crianças aprendem na velocidade delas.
  • Aprendizagem é autodirecionado.
  • Cada pessoa precisa estar ativamente envolvida.
  • As crianças têm uma medida de controle em uma situação de aprendizagem.
  • As crianças têm uma escolha de atividades.
  • Ninguém se cansa.

 

Desvantagens da Aprendizagem de Atividades Bíblicas

Identificando o problema já metade do caminho para a solução

 

  • O nível do barulho poderá ser maior.
  • Você precisará de materiais para as crianças trabalharem.
  • Você precisa ser organizado.
  • Os adultos querem fazer tudo.

 

Por que precisamos de Aprendizagem Ativa na Igreja?

Os alunos se lembram do que fazem

 

Se os alunos não conseguem se lembrar da informação da semana passada, este é um grande indício de não terem aprendido muito. Eles precisam se envolver mais ativamente na aprendizagem.

 

Aprendizagem e Lembrança

Quanto mais a pessoa experimenta, mais se lembra.

 

Que tipos de Atividades de Aprendizagem Bíblica existem?

Qualquer atividade pode ser adaptada para aprendizagem.

 

Tipos de Atividades de Aprendizagem Bíblica

Escolha o tipo: dê às crianças a oportunidade de escolher.

 

  • Atividades de Pesquisa
  • Atividades Criativas de Escrita
  • Atividades Artísticas
  • Dramatizações
  • Atividades de Simulação da vida real
  • Jogos e quebra cabeças
  • Atividades Experimentais

 

Atividades de Pesquisa

Atividades de Pesquisa fazem com que as crianças mais velhas investiguem informação.

 

  • Estudos em mapas
  • Pesquisa em dicionários
  • Pesquisa em concordâncias
  • Pesquisa Bíblica

 

Atividades Criativas de Escrita

As crianças de todas as idades colocam seus pensamentos em palavras ao escrever ou digitar.

 

  • Cartas
  • Poemas, textos e cânticos
  • Histórias Bíblicas
  • Jornais da classe
  • Cópias de propaganda de fé e virtude

 

Atividades Artísticas

As crianças de todas as idades se expressam através da pintura e da linha.

 

  • Painéis
    Figuras pintadas
    Colagens com figuras de revistas – palavras e figuras.
  • Cartões
  • Livros para pintar
  • Selos e silhuetas

 

Atividades Artesanais

Atividades artesanais podem ajudar as crianças a testemunharem.

 

  • Marionetes
    Bonecos de saco de papel
    Bonecos de meia
  • Modelos
    Escultura
    Construção
  • Maquetes
  • Mapas com relevo
  • Atividades artísticas em pratos de papel

 

Dramatizações

As crianças de todas as idades apreciam dramatizar.

 

  • Textos e dramatizações.
  • Charadas.
  • Histórias dramatizadas.
  • Histórias Bíblicas interagidas.
  • Dramatização com bonecos.
  • Dramatizações com sombra.

 

Atividades de Simulação da Vida

As criancinhas podem brincar de casinha; juvenis planejam em ter uma casa.

 

  • Atividades relacionadas com alimentação
    Fazendo lanches
    Preparando comida para desabrigados
  • Planejando e Elaborando
    Um casamento
    Um programa
    Criando um bebê
    Organizando uma casa
  • Orçamento e Mordomia

 

Mais Atividades de Simulação da Vida

Estas atividades ajudam as crianças a aplicarem a lição na vida do dia a dia.

 

  • Vivência Familiar
    Brincando de casinha
  • Vivência Comunitária
    Interagindo como ajudantes comunitários
  • Caminha segura, queda segura
  • Cenários da vida
    Dando conselho, encenações de soluções

 

Jogos e Quebra Cabeças

O uso de jogos e quebra cabeças esporádicos: relacionando-os com a lição.

 

  • Envolvendo jogos com perguntas
    Perguntas simples
    Os alunos serão premiados por causa das respostas corretas.
  • Jogos com uma rápida aprendizagem
    Para memorizar um verso ou passagem
  • Quebra cabeças
    Para revisar uma seqüência
  • Códigos
    Textos e mensagens codificadas.

 

Escolhendo Atividades para uma Lição

Como planejar uma lição ativa?

 

  • Conserve o foco na lição Bíblica.
  • Escolha uma variedade de atividades.
  • Movimente as atividades em volta dos objetivos da lição.
  • Não ensine somente pelos fatos; ensine para que haja compreensão.
  • Ajude as crianças a experimentarem a histórias por elas mesmas.

 

Modos de Aprendizagem

Para as criancinhas planeje um centro separado de aprendizagem para cada modo.

 

  • Modo Visual
    Vendo
  • Modo Auditivo
    Ouvindo
  • Modo Tátil
    Manipulando, tocando
  • Modo Experimental
    Fazendo

 

Atividades Visuais

“Adivinhe o que eu vi!”

 

  • História em feltro
  • Vídeos, e amostra de slides
  • Cânticos ilustrados
  • Lições objetivas
  • Figuras, cartazes e faixas
  • Vendo uma maquete

 

Atividades Auditivas

“Adivinhe o que eu ouvi!”

 

  • Versos áureos musicais
  • Histórias sendo contadas
  • Jogos ouvidos
  • Fitas e discos
  • Efeitos sonoros
  • Jograis e corais (falar os versos áureos)

 

Atividades Táteis

“Veja o que fiz!”

 

  • Projetos criativos escritos (figura)
  • Projetos artísticos e artesanais
  • Manipulação de bonecos
  • Fazendo quebra-cabeça
  • Atividades com papel e lápis
  • Projetos de construção
  • Esculpindo e modelando com argila

 

Atividades Experimentais

“Adivinha o que eu fiz!”

 

  • Projetos de mãos na massa
  • Envolvendo a vida da igreja
    Participando de uma reunião
    Orando, dizimando, jejuando
  • Testemunhando
  • Atividades de simulação da vida
  • Passeios
  • Caminhadas

 

Supervisionando as Atividades de Aprendizagem Bíblica

O que os líderes fazem para ajudar as crianças aprenderem destas atividades?

 

  • Fazem com que as crianças se sintam incluídas
    Especialmente aquelas que chegam depois que alguma atividade tenha começado
  • Dizem o nome de cada atividade
  • Dão instruções claras para a atividade
  • Provêm todos os materiais necessários
  • Reconhecem o esforço de cada pessoa
  • Comentam com as crianças o que elas estão fazendo

 

Dando Instruções

Instruções claras e concisas ganham tempo e ajudam na aprendizagem

 

Dando Instruções para uma atividade

As instruções que você dá podem ajudar o estragar o processo da aprendizagem.

 

  • Faça com que as instruções sejam claras e concisas
    Diga-lhes o que farão
    Mostre o produto final (opcional)
  • Diga o que fazer
    Passo a passo
    Na ordem que irão realizar
    Comece cada passo com um verbo – pegue, corte, cole, pinte e etc
  • Dê as instruções por escrito

 

Providenciando Materiais

Os materiais não precisam custar o tanto que você imagina

 

Materiais para se ter à mão

Alguns materiais, como tesouras e colas você também poderá usar numa Escola Cristã de Férias.

 

  • Equipamento
    Tesouras, colas, réguas, fita adesiva.
  • Suprimentos mais usados
    Todos os tipos de papel
    Canetinhas, lápis de escrever, lápis de cor, lápis de cera.
  • Suprimentos eficazes mas opcionais
    Cartolina, prato de papel, cartõeszinhos
  • Materiais reciclados
    Linhas, lãs, clipes de papel, pano, folhas, cascas de árvores, galhinhos, canudinhos, velas, pedaços de lápis.

 

Materiais, contin.

“Coloque a lista dos suprimentos no boletim da igreja: ‘mães de Israel’ e você terá tudo que estiver precisando”.

 

  • Materiais que você poderá substituir ou fazer
    Cartaz de pintura, pintura a dedo, massinha, tinta
  • Materiais caseiros e baratos
    Sementes, feijões, sal, farinha, sabão, papel alumínio, papel de cera

 

Aprendendo das Atividades

Depois que as crianças realizam uma atividade, certifique-se de que elas entenderam os efeitos.

 

  • Deixe as crianças fazerem as atividades
    Não faça as atividades por elas.
    Dê liberdade para que elas façam da maneira delas.
    Se possível, planeje atividades que elas possam escolher.
  • Aja como treinador, alegrando-as.
    Reconheça seus esforços.
  • Ajude as crianças a processarem o que aprenderam
    Avalie e discuta as atividades

 

Avaliando e Discutindo as Atividades

Avaliar e discutir ajuda as crianças a processarem o que aprenderam

 

  • Comente sobre o que elas fizeram
    Peça que mostrem o que fizeram ou criaram
    Deixe-as falar o que pretenderam fazer
  • Comente o que elas aprenderam
    Pergunte-as como se sentem em relação a atividade
    Pergunte o que aprenderam da atividade
  • Relacione a atividade com a Bíblia
    Pergunte o que a atividade lhes fala sobre o verso Bíblico
  • Aplique o que elas aprenderam com a vida real de hoje.

 

Aplicando o que Aprenderam

O último um quarto de tempo deveria ser dedicado a aplicação da lição

 

  • Pergunte às crianças, “O que Deus está querendo nos dizer através desta história (ou verso Bíblico)?”
    Que deveríamos …. (fazer algo ou não fazer)
  • Procure o princípio
    Declare o princípio como mensagem
  • Faça com que as crianças façam algo que
    Compartilhem a mensagem
    Assumam a mensagem

 

Típica Aplicação das Atividades

Facilite a aplicação e o compartilhamento da mensagem da lição

 

  • Compartilhe a mensagem e o verso Bíblico criando:
    Cartões
    Balões com mensagens
    Cartas/poemas/cânticos/brincadeiras
    Um texto para encenação de uma situação da vida real que os faça falar/demonstrar a mensagem.
  • Desafie as crianças a seguirem a mensagem, compartilhem-na durante a semana.

 

Quatro Necessidades Básicas (Barrie Bannett)

 

ATMOSFERA BENEFÍCIOS MÉTODOS

GANHANDO

O que um professor faz ou diz para fortalecer seu relacionamento com os alunos.

 

  • Desenvolvimento de relacionamentos.
  • Desenvolvendo amizades.
UMA COESÃO POSITIVA

Os relacionamentos entre:

Aluno<>Aluno

Aluno<>Professor

 

  • Nós “pertencemos” “Alguém me valoriza”.

EXCLUSIVIDADE

Certifique-se de que todas as crianças se sintam parte do grupo, “pertencem”.

 

  • Parte de um grupo “Faço parte de algo grande”.

AMBIENTE SEGURO

Certifique-se de que ninguém se sinta “em risco”.

 

 

 

 

  • Ambiente de aprendizagem.
  • Autoconfiante.
  • Habilidades interpessoais.
  • Motivação.

 

Mau comportamento de aluno

 

Exemplos:

 

  • Levantar e caminhar pela sala.
  • Fazer barulho com objetos tipo uma caneta (batendo a caneta na cadeira).
  • Batendo, beliscando ou puxando os outros.
  • Falando fora da hora.
  • Empurrando a cadeira.
  • Fazendo caras.
  • Ignorando o professor e não escuta nada.
  • Palhaço da classe.
  • Tagarelando ou mexericando.
  • Apelidando os outros com insultos.
  • Atrapalhando e incomodando as outras crianças.

 

Razões Comuns do Mau Comportamento dos Alunos:

 

  • Atenção
  • Controle
  • Vingança
  • Vítima

 

Disciplina Preventiva

  1. Sinais de Silêncio:

 

  • Áudio
  • Visual
  • Toque

 

B. Transições

  • Quando:
  • O que:
  • Quem:

 

Habilidades de Impacto

Quando um aluno se comporta mal, o objetivo do professor é combinar o mau comportamento com uma resposta apropriada. A resposta deveria diminuir a chance de rebeldia e não o seu aumento.

  • Tom da voz.
  • Linguagem corporal
  • Esteja disposto a “abraça-la” e não “amassa-la”.

Exemplos:

1 o Impacto: Respostas em voz baixa

Definição:

  • Estas respostas são “mínimas” ou quase “nada”.
  • Elas não param com o fluxo da lição, são rápidas e quietas.
  • Elas não favorecem o aumento da emoção mas sim a diminuição.

Habilidades:

  1. Nome do aluno.
  2. Lide com o problema e não com o aluno.

Situação:

Resposta/Resolução

 

2 o Impacto: Enquadrando

 

Definição:

Uma habilidade respondida ao um comportamento depois do 1o impacto ter sido utilizado e o mau comportamento repetido.

Habilidades:

  1. Você faz uma pausa (pára de falar).
  2. Vira na direção do aluno (enquadrando-o).
  3. Fale o mínimo para que o aluno pare (optional).
  4. Termine com um “Obrigado ou Muito Obrigado”.

Situação:

Resposta/Solução

A Igreja das Crianças

 

A necessidade da igreja das crianças

Algumas pessoas discutem que as crianças deveriam ter o seu próprio culto congregacional. Porém esta filosofia pode definhar o crescimento espiritual das crianças. É difícil para a igreja prover uma experiência de adoração para crianças e adultos. Um dos dois grupos poderá se sentir sufocado com o resultado. Esperar que as crianças reagissem como os adultos no culto é mal interpretar o desenvolvimento infantil. As crianças são naturalmente inquietas. Elas brincam com lápis; fazem perguntas em voz alta. Têm problema em acompanhar os hinos como também compreender os temos apresentados para os adultos no sermão.

A Igreja das Crianças X Culto Congregacional

As crianças precisam aprender a se comportarem no culto congregacional. Precisam saber quando cantar, quando ouvir e quando orar. Há uma variedade de maneiras de como ensinar estas coisas e a igreja das crianças é um dos caminhos.

Tipos de Igrejas das Crianças

 

*Hora do Lanche e do Jogo

Também conhecida como a abençoada babá. Este tipo de igreja infantil pode ser destrutivo. Este método analisa esta hora como brincadeira, hora do lanche e trabalhos manuais. As crianças acham que o culto congregacional parece com funeral comparado ao lanche e as brincadeiras. Assim quando crescerem, verão a igreja como uma coisa “ruim que tirou algo bom delas”.

*Mini-Igreja

Este tipo é o oposto ao primeiro pois é uma igreja infantil igual a dos adultos. Esta igreja tem mini-sermões, cantam hinos e dão ofertas. O problema com este tipo de igreja infantil que faz com que as crianças façam seu culto de forma diferente dos adultos. este tipo de adoração tenta fazer crianças como miniaturas de adultos.

*Outra Sessão

Algumas igrejas infantis são a extensão da Escola Sabatina. Elas têm duas horas de lições Bíblicas, estudo e algumas vezes um lanche. Este tipo pode ser bom, mas ele não prepara as crianças para a experiência congregacional. Com certeza as crianças acharão o culto regular chato depois deste tipo de igreja infantil.

*Culto infantil

Este tipo de adoração é designado especialmente para as crianças e as ajuda a entender o que está acontecendo no culto congregacional. Este tipo constrói uma ponte para sua “mudança” eventual para o culto congregacional. Para se diferenciar da mini-igreja, o culto infantil não tenta imitar o culto congregacional. Mas, provê atividades e experiências apropriadas para as crianças. Ele deveria equilibrar o culto e a instrução Bíblica, usando atividades de grupo, oração e experiências curtas de adoração.

Quatro Pilares de uma Igreja Infantil

 

*Adoração

O culto apropriado dá o tom para a hora completa. Uma boa hora de culto equilibrará o quieto e o ativo, o falador e o cantante, o moderno e o tradicional. Um dos objetivos de incluir o culto na igreja infantil é prepara-las para o culto congregacional. Tente o sistema 3-2-2. Três cânticos “gostosos”, dois cânticos Bíblicos e dois hinos. Cante juntamente com fitas de vídeo ou cassetes. Há uma grande variedade à disposição.

*Participação Ativa

Geralmente as crianças se cansam da igreja porque é pedido que fiquem quietas por muito tempo, isto não as ajuda a liberar sua energia. Para prevenir o cansaço, inclua atividades ativas de participação em cânticos, lições e orações. Deixe as crianças liderarem os cânticos. Convide-as para fazer solo, recitarem poesias e lerem textos das Escrituras.

*Necessidade de Programação Orientada

Uma igreja infantil de sucesso irá de encontro com as necessidades das crianças. Exemplo: Durante a guerra do Golfo Pérsico, muitas crianças ficaram preocupadas. Então uma dessas igrejas infantis, as crianças escreveram para os soldados e oraram por eles, usando o mapa do Oriente Médio para saber aonde era a guerra.

*Base Bíblica

A Bíblia precisa ser o centro da igreja infantil. Use a Bíblia de forma criativa. Use jogos de grupo, com frases da lição para reforçar a aprendizagem. Incorpore o verso áureo. Use encenação, escrita criativa e artística para revisar as histórias Bíblicas. Evite usar jogos competitivos porque estes podem alienar uma criança da outra.

Elementos de Sucesso em Uma Igreja Infantil

 

*Celebração (20-30 Minutos)

É muito importante começar bem uma igreja infantil. A primeira meia hora ajuda as crianças a descobrirem a Deus, se conectarem com Ele, se relacionarem com Ele. Isto é conseguido através de experiências de adoração criativas como relatórios, cânticos, anúncios e ofertas.

*Comunicação (30-50 Minutos)

A parte central do programa é designada a ajudar as crianças a ganhar e aplicar conhecimento. A comunicação precisa estar no nível da criança e incorporar uma variedade de métodos de ensino, como; vídeo, lições objetivas, arte, música, simulação de jogos, marionetes, “trabalhinhos artísticos com mensagem”.

*Cultivo (10-20 Minutos)

Em cada igreja infantil deveria incluir um desafio para “levar para casa”. Tenha um momento de “compartilhar e cuidar” quando as crianças contarão como vão demonstrar seu carinho para alguém durante a semana. As crianças deverão sair de sua igreja se sentindo super bem em relação a fé que professam.

Organizando uma Igreja Infantil

 

*Culto Dividido

As crianças freqüentam a igreja infantil até um certo período – geralmente até o sermão – e depois se separam para outras atividades.

Prós – as crianças participam de uma parte do culto dos adultos de cada sábado e aprendem os rituais. Isto também atrai um número maior de crianças, especialmente visitas, pois este tipo de atividade é visto pela maior parte da congregação. É também mais fácil de recrutar líderes pois podem participar de uma parte do culto dos adultos.

Contras – a interrupção das crianças saindo da igreja pode causar confusão. Raramente as crianças experimentam o culto congregacional completo, o que fará com que a “mudança” para o culto congregacional mais difícil.

*Igreja Infantil Completa

Talvez este tipo seja mais efetivo que o culto dividido. Neste modelo as crianças ficam separadas dos adultos durante todo o culto e se encontram em outro local da igreja. Este formato pode encorajar o crescimento espiritual nas crianças, porém elas só experimentam o culto congregacional quando se tornam adultas.

Para este modelo ser efetivo ele precisa:

  • Fazer com que as crianças assistam de vez em quando no culto congregacional com os adultos. Isto poderá ocorrer entre 4 ou 5 sábados, nas férias e etc.
  • Preparar as crianças para o culto congregacional. Ajudar as crianças compreenderem as tradições e rituais do culto. Explicar as liturgias e hinos. Responder perguntas sobre questões como santa ceia.
  • Desenvolver os talentos das crianças para a igreja. Uma igreja infantil com sucesso desafia as crianças a se expressarem, mesmo se não tiverem talento natural para uma área em particular.

*A Sessão Extra

Isto funciona bem com crianças mais novas, e há muitos currículos que provê uma excelente fonte para este formato. Ele não funciona muito bem com crianças mais velhas pois não as introduz ao culto congregacional mas começa a prepara-las para ele. As sessões extras têm lugar limitado no ministério das Crianças.

Trabalhos Manuais que Ensinam

Apresentado por Bonnie Laing

Os trabalhos manuais são uma maneira interessante para as crianças expressarem sua criatividade e pensamento como também e as valoriza.

Para ser um diretor de trabalhos manuais bem sucedido você precisa:

  • Amar muito as crianças.
  • Seja organizado – tenha todas as ferramentas e materiais arrumados com antecedência. Tenha amostras do produto terminado e tenha possibilidade de ajudar as crianças a completarem o projeto.
  • Escolha projetos simples – escolha o projeto certo para a idade de seus alunos.
  • Tenha paciência.
  • Lembrem-se, erros acontecem! Esteja pronto para transformar os erros das crianças em grandes peças de arte!
  • Seja flexível para que o projeto não chateie as crianças. Não as force a continuar algo que as desencoraja para sempre.
  • Selecione projetos que possam ser terminados num tempo específico e que as crianças não necessitem da sua ajuda.
  • Selecione projetos que possam encorajar a criatividade e originalidade – as crianças se sentem melhor em relação a um projeto terminado que reflita as suas próprias idéias.

66Cada Criança é um Pacote de Potencial66

TRABALHOS MANUAIS PARA TODOS:

DIRETRIZES PARA QUALQUER IDADE

 

Idades de 2-4

Vigorosos esta faixa etária tem pouco controle muscular mas adora desenhar com cores brilhantes. Escolha lápis grandes e de manipulação fácil. Atividades sugestivas: pintura, desenho, modelagem com massinha, pintura a dedo.

Idades de 5-6

Embora os músculos não estejam ainda bem desenvolvidos e sem muita força nas mãos, há entusiasmo para uma variedade de materiais artísticos. Mas a atenção deles é bem curta então um projeto que não possa ser terminado numa sentada provavelmente não será interessante para uma criança de 5-6 anos. Atividades sugestivas: pintura, desenho, modelagem com massinha, colagem, trabalhos com pedrinhas, fazer marionetes, construção com palitos, tecer, mexer com estêncil, trabalhinhos com cerâmica, trabalhinhos com emplastro, fazer máscaras, pintura de blocos, trabalhinhos com panos, escultura com faca de plástico.

Idades de 7-9

Um alto nível de coordenação com um intenso interesse resulta em importantes atividades criativas nesta faixa etária. Crianças de 7-9 anos de idade podem usar uma variedade de ferramentas e materiais, seguem as instruções e realizam projetos sem muita supervisão. Atividades sugestivas: pintura, desenho, escultura modelada, emplastro, fazer marionetes, construção com palitos, panos, pintura em bloco, costura, móbile e mexer com couro.

Idades de 10-12

Grandes agulhas, pincéis e etc. podem ser trocados para o equivalente do tamanho adulto. O trabalho se torna mais detalhado e envolve mais planejamento. Como os alunos de 10-12 anos estão se tornando menos espontâneos e mais centrados em si mesmos o senso crítico é mais aguçado. Eles geralmente preferem atividades em grupo como murais que mostra o talento de todos. Atividades sugestivas: pintura, desenho, colagens, cerâmicas, trabalhos com o uso do martelo, escultura em madeira, vime, fazer marionetes, mexer com estêncil, esquete com lápis e tinta, impressão.

Idades de 13-17

Nesta idade pode-se ensinar trabalhos artísticos mais difíceis que poderão suster um adolescente durante a sua vida. Atividades sugestivas: pintura, desenho, escultura (em madeira, metal, massa, emplastro ou pedra), impressão, cerâmica, metal esmaltado, desenho mecânico e esculpido, desenho animado, ilustração moderna, macramé, trabalhar com madeira e couro.

Crianças com Necessidades Especiais

A criança com necessidades especiais pode aprender das atividades artísticas, muito mais que o orgulho pode alcançar. Atividades criativas desenvolvem as habilidades motoras, encorajam a interação social, constroem a autoconfiança através da produção e do encorajamento, textura e reconhecimento. Atividades sugestivas: pintura, desenho, escultura com massa, papel machê, tecer, pintura com areia, escultura com fio, pintura em bloco, polimento em placas de alumínio, arte giratória, colagem, fazer marionetes e móbiles.

RECEITAS DE TRABALHINHOS ARTÍSTICOS

Massinha feita em casa

 

2 xícaras de água        2 colheres de óleo

2 xícaras de farinha    4 colheres de pasta

1 xícara de sal             de dente

Tintura de alimento

 

Misture todos os ingredientes em uma vasilha ao ponto que a massa se torne uma bola. Massageie e coloque na geladeira. Quando a massa estiver fria, coloque os cheirinhos.

 

NOTA: ½ colher de tinta para bolo dá uma cor mais forte e brilhante do que a tinta líquida (pode ser encontrado em lojas de decoração).

 

Pintura em Sabão

1 xícara de sabonete em flocos

¼ de xícara de água

Tinta de alimento se desejar

 

Misture todos os ingredientes em uma vasilha. Bate com batedeira até a massa ficar fofinha. Use-a como pintura a dedo.

 

Gelatina de Dedo

 

1 caixa grande de gelatina sabor de fruta

2 envelopes de gelatina sem sabor

2 xícaras de água fervendo

 

Numa vasilha, misture os dois tipos de gelatinas. Adicione a água fervendo e misture tudo até dissolver. Coloque em uma vasilha manteigada. Deixe esfriar até ficar firme. Corte em cubinhos ou uso forminhas de bolachas para ter vários formatos.

 

Massinha de Vento

 

1 xícara de farinha

¾-1 xícara de água

Bolinhas de algodão

 

Misture a farinha com a água para formar uma pasta macia. Afunde as bolinhas de algodão nesta pasta. Cuidadosamente tire cada bolinha e organize-as em uma forma manteigada. Asse em 325 graus durante uma hora, até que as bolinhas estejam marrons ou duras. Deixas esfriarem e pinte-as.

 

Massinha Salgada

 

½ xícara de farinha     ¼ xícara de água

½ xícara de sal

 

Misture o sal com a farinha. Devagar vai adicionando a água, misturando bem. Amasse a massa por vários minutos. Enrole-a bem fininha. Corte com forminhas de bolacha. Asse em uma forma coberta com papel alumínio  em 325 graus até que fique marrom claro. Pinte depois de fria. Para utilizar como enfeite de pescoço ou braço, faça um buraco no objeto antes de assar.

 

Bolhas

 

6 xícaras de água

¾ xícaras de mel Karo

2 xícaras de detergente de lavar louça

 

Misture todos os ingredientes em uma bacia. Bata bem. Deixe descansar por um tempo. Canudo de suco pode fazer excelente bolha de sabão.

 

Manjedoura Comestível

 

½ xícara de margarina

4 xícaras de marshmallows pequenos

6 xícaras de

 

Evangelismo Infantil

 

Facilitador: Pa Verbal, M.A.

 

Introdução:

Você já convidou um amigo não adventista para ir à igreja? Por que?

Quem encontrou você? Você está na igreja por causa de um evento especial?

Qual foi o melhor programa de evangelismo que você já participou?

 

“Alegrei-me quando me disseram: Vamos à casa do Senhor”. Salmos 122:1

 

  1. As conexões das Pessoas Checadas Rapidamente
  • Nossa igreja tem uma declaração de missão para o ministério das crianças que claramente se comunica com a congregação.
  • Nossa igreja tem definido os grupos de pessoas e suas necessidades.
  • Nossa igreja tem um calendário anual para os eventos de evangelismo.
  • Nossa igreja tem um programa de visitação para as novas famílias.
  • Nossa igreja tem classes de discipulado para os novos cristãos.

 

Chaves para os Eventos de Evangelismo para as Crianças e Famílias

 

Paixão
Olha À SUA VOLTA e observe as necessidades de sua igreja e comunidade. Determine suas facilidades como se fosse visitante pela primeira vez. Providencie cartões de registro e informações.

 

Oração Olhe PARA CIMA e procure a ajuda de Deus. Comece um grupo de oração que possa se encontrar regularmente para orar pelos que ainda não aceitaram a Cristo.

 

Propósito Olhe PARA BAIXO para se certificar que o fundamento que você está construindo é baseado somente em Cristo. 1 Coríntios 3:10, 11.

 

Proposta Olhe PARA DENTRO de sua igreja atrás dos recursos. Prepare propostas escritas que possam ajudar você a compartilhar a visão e arranjar apoio. O que um evento de evangelismo? Por que precisa acontecer? Quando? Como será financiado, e comunicado? Quem virá? Como as famílias serão impactadas para Cristo? Quando a igreja entender e aceitar a proposta, estará pronta para alcançar meninos e meninas para Cristo.

 

Planejando Olhe PARA FRENTE e planeje como se o Senhor fosse estar neste evento – e Ele estará!

 

Pessoas Olhe NA PORTA DO LADO procurando pessoas que possam treinar professores. Evangelismo é um processo de plantar, aguar e colher. Como em um jardim, podemos aprender com aqueles que queiram sujar suas mãos. Procure cristãos que estejam ganhando almas e procure famílias que sejam discípulos. Aprenda com eles.

 

Programa – Procure IDÉIAS

 

  1. Ministério dos Esportes/Recreação: basquete, skateboarding, baseball, vôlei, softball e etc. Estes são simplesmente alguns exemplos de ministérios esportivos que poderão acontecer nas noites de sua igreja.
  2. Noite dos jogos/Vídeo/Pipoca: Uma noite animada para as crianças da igreja onde eles poderão convidar seus amigos de fora.
  3. Um dia especial: Dia do Sertanejo, Dia da Ilha, Dia do Jogo, Dia do Compartilhar, Dia do Esporte e etc.
  4. Programas para Depois das Aulas: Ajuda na tarefa de casa, esportes, ou qualquer outra brincadeira. Arranje professores aposentados que possam ajudar uma ou duas vezes por semana.
  5. Revives: Arranje uma criança que possa fazer os marionetes, dramatizações, ilusões e etc. em um parque perto de sua igreja. Estude a área e convide as crianças da vizinhança.
  6. Musicais: Ajude as crianças se prepararem para um musical que apresente o plano da salvação.
  7. Corrida de Bicicleta: Nesta corrida de bicicleta arranje um policial que ensine sobre segurança. As crianças trazem suas bicicletas para andar com obstáculos, corridas e etc. na igreja, escola ou estacionamento.
  8. Feriados: Caçada do ovo, Festa do nascimento de Jesus, Festa da Colheita e etc.
  9. Classes ALEGRES: Nestas aulas conte histórias sobre Jesus, ensine como servir aos outros, ensine assuntos de interesses de seus alunos como culinária, arte, tricô e crochê, música, jogos e etc.
  10. Website: Um projeto evangelístico que você poderia alcançar muita gente é produzir um website. Convide os pais e alunos para participarem com dicas, eventos e devocionais.

 

Acompanhamento Pessoal olhe PARA FRENTE para ver os frutos de seu trabalho (Colossensses 2:6, 7) no programa de discipulado para novos cristãos. Ofereça livros apropriados para cada faixa etária que falem às crianças como crescer na fé. Organize um programa de acompanhamento em relação a visitas.

 

1 a Semana                Os visitantes recebem um chamado de seu professor.

2 a Semana                Os visitantes recebem uma apostila e carta do diretor do ministério da

criança.

3 a Semana                A criança ganha um pequeno presente de seu professor.

4 a Semana                A família recebe uma carta de um pastor mais velho.

5 a Semana                Visite a família para falar sobre salvação e ser membro da igreja.

 

Livros Sugestivos:

 

The Planning Remedy (O plano para remediar), Judy Wortly, Standard Publishing.

Now That I’m a Christian  Workbook and Teacher’s Guide (Agora que sou cristão, livro do professor e do aluno), Bill Yound, Convention Press, Nashville, TN

Break Out Knowing Christ, Empowering Kids (Desabafe e conheça a Jesus, Capacitando Crianças), (909) 116-0059

Sunday School Promo Pages (Páginas Promocionais da Escola Domical), Gospel Light Publishers.

“Quando você toma a mão de uma criança, você está pegando o coração de seu pai”.

  1. R. Nash

Se as crianças podem ser vistas

Mas raramente ouvidas,

Se a ausência de sua presença

For alguma vez capturada por uma palavra?

 

Se alguma maldade desaparecer

Enquanto assistimos as horas do dia passarem

Se alguma indiferença esgotar

Levando o seu próprio jeito.

 

Alguns crescem sendo indiferentes

E ignoram muitas coisas

Para refazer o círculo

No local aonde eles começaram

CULTURA PROFUNDA
CULTURA FOLCLÓRICA
CULTURA SUPERFICIAL
CULTURA FOLCLÓRICA

O Conceito de Iceberg da Natureza da Cultura

 

Assim como nove-décimos de um iceberg está fora da visão (abaixo da água), nove-décimos da cultura está fora da consciência.  E a parte que está fora da consciência foi chamado de “cultura profunda”.
COMO FAZER QUE AS CRIANÇAS CANTEM

SEMINÁRIO DO MINISTÉRIO DAS CRIANÇAS

BRENDA HARRIGAN, APRESENTADORA

 

  1. Crianças e Música
    1. Música e adoração
    2. Música e sua influência nas crianças
    3. Estágios de desenvolvimento das crianças e da música.
      1. iniciante
      2. jardim da infância
      3. primário
      4. juvenis
      5. adolescente
      6. Preparação do Dirigente da Música
    4. Escolha de forma apropriada como também a variedade musical.
    5. Compre cópias das músicas.
    6. Conheça o cântico.
    7. Comece na nota certa.
    8. Conheça algumas bases musicais.
    9. Planeje o acompanhamento.
      1. providencie a música
      2. use piano, teclado ou outros instrumentos
      3. use fitas cassetes
      4. seja ativo
      5. o acompanhamento não pode ser mais alto que as vozes
      6. apropriado
    10. Cante a cappella

III. Prepare a Audiência

  1. Ajude as crianças se sentirem à vontade.
  2. Distribua cópias da música.
  3. Ensine a melodia.
  4. Sempre tenha o controle do grupo.
  5. Use algo para chamar a atenção.

 

  1. Prepare-se para os Problemas
    1. Antecipe os problemas
    2. Lide com os problemas no mesmo momento que eles apareçam.
    3. Termine com a chateação.
      1. use maneiras criativas para encorajar o canto.
      2. mude o tempo do cântico.
      3. mude as oitavas.
      4. ensine com cartões ilustrativos.
      5. misture todos os métodos.
      6. peça que alguns grupos cantem.
    4. Usando Instrumentos
      1. Utilize instrumentos feitos em casa.
      2. Instrumentos comprados.
      3. Sinos
        1. sinos com cores codificadas.
        2. sinos com carrilhão.
      4. Eventos Musicais Especiais
        1. Coral
          1. Festival de Coral
        2. Música de acampamento.
        3. Música em brincadeiras.
        4. Música de evangelização.
  • Andando segundo a lei – “Os prós e os contras do copyrightintg”
    1. Tenha cópias da música
      1. cópias
      2. transparências
      3. letra copiada
      4. hinários individuais
    2. A permissão não será necessária quando:
      1. você compra os hinários.
      2. o cântico está em domínio público.
      3. você não é cobrado para ouvir ou cantar
    3. A permissão será necessária quando tem a palavra copyright escrita então:
      1. se vai xerocar, peça permissão.
      2. se vai copiar, peça permissão.
      3. se for necessário acesso, peça permissão.

 

FONTES

 

 

Hinários – Advent Source

Iniciantes – Jardim da Infância

Cânticos Alegres para o Rol do Berço – Acompanhamento com CD

 

Cânticos Alegres para o Jardim da Infância

 

Novos Cânticos Alegres para o Rol do Berço

 

Novos Cânticos Alegres para o Jardim da Infância

 

Mini Songs for Mini people

 

Little Songs for Living with Jesus

 

Primário

Sing for Joy – Acompanhamento com CD

 

Juvenis/Jovens

He is our Song

 

Jovem

Advent Youth Sing

 

Música com cassetes/CDs

 

Plant a Seed by Judy and Steve Evenson song book & cassete

 

Gospel Moments by Jennifer

Jennifer Jill Five – volume set

 

All Are Precious in His Sight – heritage Kids

 

Heaven is for Kids, Vol. 1, songbook and cassette available

 

Heaven is for Kids, Vol. 2, songbook and cassette available

 

Short Fuzzy Hair by Asia Johnson CD or cassette

 

Being Me by Del Delker

 

For All us Kids by The Kings Heralds CD or cassette

 

Hinários de Outras Companhias

Singable Songs for Children’s Ministry

Group; Loveland, Colorado

 

Ultimate Praise Songbook for Kids

Lillenas Publishing Co.

 

Sing a Song of Scripture

Lillenas Publishing Co.

 

All the Best for Kids

Lillenas Publishing Co.

 

Kids Praise Chorus Book

Maranatha Music

 

Música para Pré-escola

In My Garden by Mary Rice Hopkins

Cook Communications

 

Mary Rice Hopkins & Company by Mary Rice Hopkins

Word/Maranatha

 

Musicais

Go, Go, Jonah by Kathie Hill

Maranatha Music

 

It’s Cool in the Furnace by Red and Hawthorne

Word Music, Inc

 

Creation Sensation by Hodges & Mackenzie

Creation Press

 

Oh, Me, Oh, My, Oh Nehemiah by Deave Noel & Steve Schmidt

Praise Gathering

 

“Neck-up, Check-up” by Kathie Hill

Word Music, Inc

 

Musicais de Natal

Angels Aware by Kathie Hill & Janet McMahan

Ariose/Alexandria House

 

It’s the Truth Ruth by Dave Noel & Steve Schmidt

Praise Gathering

 

The Little Christmas Lamb by Stephen Elkins

Brentwood

 

Christmas in Egypt by Kathie Hill

Genevox

 

Hinários com a utilização de instrumentos rítmicos

My First Music Book by Helen Drew

Dorling Kindersley Limited

 

Rhythms, Music and Instruments to Make by Hawkinson & Faulhaber

Whitman & Co, Chicago

 

Making Musical Things by Ann Wiseman

Charles Scribner’s & Son, New York

 

Sheet Music

Peppers Music

2480 Industrial Boulevard

Paoli, PA 19301

www.jwpepper.com

 

Sinos

 

White Chapel

www.whitechapelbellfoundry.co.uk/hand.htm

 

Schulmerich Bells

Carillon Hill

Sellersville, PA 18960

1-800-77-BELLS

www.schulmerichbells.com

 

Jeffers Bells

www.jhsbell.com

 

Introdução – Jesus era um Deus que contava Histórias.

Porque vale a pena ouvir esta história?

Qual é a parte mais interessante desta história?

Para onde levarei a minha classe enquanto estiverem ouvindo?

 

 

  1. Prepare e Pratique sua história
  1. Quatro passos essenciais para contar qualquer história.
    1. Identifique para onde a história está indo.
    2. Resume a história, identificando os maiores eventos.
    3. Revise os fatos da história.
    4. Pratique a história contando-a em voz alta.
  2. Capture o interesse desde o começo.
    1. Comece com algo interessante para as crianças.
    2. Compartilhe sua própria experiência.
    3. Dê uma ilustração breve do jornal ou de algo que tenha lido
    4. Envolva o grupo para se aprontarem para a atividade.
      1. Faça uma revisão da atividade.
      2. Desenhe uma figura do problema.
      3. Use um mapa para localização.
      4. Escute um cântico sobre o assunto.
      5. Planeje uma experiência sensorial.
    5. Identifique o nível de familiaridade da criança com a história.
      1. Identifique os costumes, terminologia

Se gostou compartilhe!

The following two tabs change content below.
Sou o pastor Júlio Fonseca da Igreja de Deus no Brasil no município de Anhanguera - Go. Procuro ser útil na evangelização por meio deste meio de comunicação. Com paz e amor segundo nosso Senhor!

Outras postagens por Pr. Julio Fonseca (veja tudo)

Leave a Comment