Letra A

Ancora da fé para os que creem

Ancora da fé para os que creem

Hebreus 6:18-19

Portanto, há duas coisas que não podem ser mudadas, e a respeito delas Deus não pode mentir. E assim nós, que encontramos segurança nele, nos sentimos muito encorajados a nos manter firmes na esperança que nos foi dada. 19 Essa esperança mantém segura e firme a nossa vida, assim como a âncora mantém seguro o barco. Ela passa pela cortina do templo do céu e entra no Lugar Santíssimo celestial

6.13   Deus fez a promessa a Abraão e jurou cumpri-la. E, como não havia ninguém maior do que ele mesmo, Deus jurou pelo seu próprio nome.

6.14   Ele disse a Abraão: “Eu prometo que abençoarei você ricamente e lhe darei muitos descendentes.”

6.15   Abraão teve paciência e por isso recebeu o que Deus havia prometido.

6.16   Quando alguém jura, usa o nome de uma pessoa que é maior do que ele, e o juramento acaba com qualquer discussão.

6.17   Deus quis deixar bem claro aos que iam receber o que ele havia prometido que jamais mudaria a sua decisão. Por isso, junto com a promessa, fez o juramento.

6.18   Portanto, há duas coisas que não podem ser mudadas, e a respeito delas Deus não pode mentir. E assim nós, que encontramos segurança nele, nos sentimos muito encorajados a nos manter firmes na esperança que nos foi dada.

6.19   Essa esperança mantém segura e firme a nossa vida, assim como a âncora mantém seguro o barco. Ela passa pela cortina do templo do céu e entra no Lugar Santíssimo celestial.

Meus irmãos, todos nós passamos por situações difíceis na vida, aliás, diz o mundo:

A vida não é fácil!  Tu sabes, às vezes, a vida está tranquila e de repente se levantam ventos, chuvas caem, ventos impetuosos, rios que transbordam, e algumas pessoas podem até confirmar isto que eu estou dizendo, com detalhes. Há pessoas que viram suas vidas serem desmoronadas, outros ficaram tão exaustos de trabalhar que se estressaram. Outros tiveram relacionamentos turbulentos que deixaram feridas no coração. Alguém teve a morte súbita de um familiar, outros tiveram vidas desesperadoras durante muito tempo, perdas e mais perdas. Assim é a vida de muita gente. Então, por que algumas pessoas quando os ventos rugem com ímpeto, quando as chuvas caem, e eu estou usando expressões bíblicas, quando os rios transbordam, por que algumas sucumbem e outras não? Por que há pessoas que perdem a sua força para viver e outras não?

Eu quero, agora, em nome de Jesus, ensinar-lhes um segredo de vida. Quero ensinar-lhes algo que vem do coração de Deus que não permitirá nunca que tu sucumbas diante de uma tempestade, das crises, das situações adversas. Eu quero te passar um grande segredo de vida. Paulo quando escreve aos Hebreus 6:19: a qual temos por âncora da alma, segura e firme e que penetra além do véu,

Onde se usa uma âncora? Todos sabem, âncoras se usam em barcos. Então, a bíblia está fazendo uma analogia, uma comparação entre a vida e o barco. O barco anda aonde? No mar. O mar é o quê?  É este mundo em que nós vivemos. E a vida? O que Deus está comparando em analogia? É o barco. Nós somos um barco a navegar por este mar da vida. Todos nós somos, assim, comparados à luz da bíblia. E nessa viagem nós estamos em busca de alguns valores importantes: Estamos em busca de realizações pessoais, estamos em busca do amor, de felicidade, em busca da paz, de uma vida profissional segura, de uma vida financeira tranqüila. Nós estamos todos numa viagem, num barco, nas águas deste mundo. Nesta viagem, por vezes, ondas se levantam.

Às vezes, no nosso barco começa a entrar água e, às vezes, o desespero começa a inundar a vida do ser humano, mas, por que nós, da graça de Deus, não afundamos? Porque temos uma âncora firme e forte que nos sustenta. Mas quando a pessoa não tem esta âncora, a sua alma, Paulo está tratando da alma, o Espírito está perfeito, por um único sacrifício, nós estamos perfeitos em Cristo Jesus, Hebreus 10:14 Porque, com uma única oferta, aperfeiçoou para sempre quantos estão sendo santificados.

Hb10.14   Assim, com um sacrifício só, ele aperfeiçoou para sempre os que são purificados do pecado.

Deus está tratando da alma, Deus está tratando dos sentimentos, das emoções, dos desejos, dos sonhos. Por que quando vem o vento, cai a chuva, transbordam os rios, o povo deste Ministério não afunda? Porque tem uma âncora. E por que tanta gente afunda? Porque não tem âncora. Sabemos que muitas pessoas se desviam do evangelho, buscam atalhos de vida, sentam-se nas rodas dos escarnecedores, detém-se no caminho dos pecadores, ouvem o conselho dos ímpios. Afundam e naufragam.

Então, a sua pergunta, nesta manhã, è:

O que é esta âncora para alma, segura e firme e que penetra além do véu e que nos segura no meio das tempestades da vida?

A âncora da alma é a verdade da Graça de Deus que nos foi revelada. É a palavra única que dá segurança como uma âncora.

Quem já andou de barco ou, certamente, já viu na televisão ou no cinema, que quando o barco começa a ser jogado, lançam a âncora e ele fica preso. Ele pode andar de um lado para o outro, mas ele fica preso. Nós temos uma âncora que segura a nossa alma, que segura as nossas emoções, os nossos sentimentos, que não nos deixa naufragar na vida, que é a revelação da palavra da Graça de Deus, e bendito o dia que nós demos ouvidos à voz do Espírito, que nós não suspeitamos desta palavra, que nos a recebemos no nosso Espírito, porque esta palavra é a única Âncora da alma. Pergunte ao IBGE – Instituto de Estatística do Brasil, por que cerca de 50 milhões de brasileiros declararam na última pesquisa que já estiveram dentro de igrejas evangélicas, já professaram a fé evangélica, e que já não estão mais nas igrejas evangélicas. Cinqüenta milhões, dentro de um país de 180 milhões. Qual é a razão? Não tinham âncora para a alma. Quando veio o vento, quando a chuva caiu, quando os rios transbordaram, naufragaram.

Paulo disse isto quando se despediu de Efésios, onde ele pregou durante três anos: Atos 20:32 “Agora, pois, encomendo-vos ao Senhor e à palavra da sua graça, que tem poder para vos edificar e dar herança entre todos os que são santificados.

20.32   — E agora eu os entrego aos cuidados de Deus e da palavra da sua graça. Pois ele pode ajudá-los a progredir espiritualmente e pode dar-lhes as bênçãos que guarda para todo o seu povo.

Deus fez a pare DELE!

JESUS fez a sua DELE!

  • E VOCÊ? O QUE TEM FEITO? QUAIS SÃO OS CAMINHOS QUE TEM ANDADO?
  • QUAIS AS PALAVRAS QUE TEM PROFERIDO?
  • QUAIS SÃO OS PENSAMENTOS QUE TEM EM SUA MENTE?
  • QUAIS SÃO AS ATITUDES QUE VOCÊ TEM TOMADO?
  • QUAIS SÃO AS COMPANIAS QUE VOCÊ TEM ANDADO?

“Para que por duas coisas imutáveis, nas quais é impossível que Deus minta, tenhamos a firme consolação, nós, os que pomos o nosso refúgio em reter a esperança proposta; qual temos como âncora da alma, segura e firme, e que penetra até ao interior do véu, onde Jesus, nosso precursor, entrou por nós, feito eternamente sumo sacerdote, segundo a ordem de Melquisedeque.” (Hebreus 6:18-20).

Âncora é um instrumento náutico pesado, geralmente de metal que permite fazer presa em fundos rochosos, lodosos ou arenosos, fixando temporariamente os navios na posição desejada. Esse instrumento, representa segurança, porque estabiliza embarcações em alto mar em tempos de tempestades. O verso de Hebreus nos diz que temos uma “âncora da alma”, ela se chama esperança, mas não é uma esperança vazia, ela está posta em Cristo Jesus. Isso não é confortante?

Essa metáfora Bíblica ensina a não nos desesperarmos nos dias difíceis, mas a crermos que somos sustentados e não iremos naufragar. O interessante é que para compreendermos bem o valor de uma âncora, é necessário enfrentarmos a tempestade, nela, mobilizamos nossa fé.  Essa metáfora do livro de Hebreus, encontra lugar também no Evangelho de Mateus.  Apóstolo Pedro ao avistar Jesus andar sobre as águas em forte tempestade, disse: “ Senhor, se és tu  manda-me ir ter contigo por sobre as águas e Jesus disse vem” Mt 14:28,29. Pedro deu alguns passos por cima da água, mas tão logo sentiu a força do vento e o agitar das águas teve medo e afundou. Jesus o segurou dizendo: por que duvidaste?

Quando a dúvida invade nosso coração, a esperança se vai, a âncora fica presa em mil voltas de cordas. Quando olhamos assustados para a tempestade, ela parece ser maior que tudo. Ela é como o gigante Golias, diante do pequeno Davi, esbravejando palavras de maldição: “vem a mim e darei a tua carne às aves do céu e as feras do campo “ II Sm 17:44. O uivo da tempestade tinha cheiro de morte, mas o pequeno Davi não duvidou, nem se intimidou. Ele não olhou para si mesmo, nem se assombrou com a “grandeza” de Golias. Ele usou a âncora da alma, Davi manteve firme a fé pelo que não naufragou: “Hoje mesmo o Senhor te entregara nas minhas mãos” I Sm 17:46

O mundo é esse mar revolto, esse gigante a nos afrontar e nós somos bem pequenos, é verdade. Se nos vestimos com o vento e nos cobrimos com a sombra do gigante, estaremos frustados e infelizes como quem apenas sobrevive esperando mudanças que nunca chegam. Mas se mantemos nosso coração firmado em Jesus, Ele nos sustenta, haja o que houver. Não é por nossa própria força, mas como disse o profeta Habacuque e Davi, o matador de gigantes: O Senhor é a nossa força. Habacuque 3:19.