Jesus e os dez leprosos

Jesus e os dez leprosos

(Lucas 17:11) – E aconteceu que, indo ele a Jerusalém, passou pelo meio de Samaria e da Galiléia;

(Lucas 17:12) – E, entrando numa certa aldeia, saíram-lhe ao encontro dez homens leprosos, os quais pararam de longe;

(Lucas 17:13) – E levantaram a voz, dizendo: Jesus, Mestre, tem misericórdia de nós.

  • Um lugar cujo o nome não foi pronunciado.
  • Deposito de leprosos.
  • Eles eram excluídos. Sem amigos, familiares e nem bens.
  • Quantas pessoas se sentem como leprosas.

(Lucas 17:14) – E ele, vendo-os, disse-lhes: Ide, e mostrai-vos aos sacerdotes. E aconteceu que, indo eles, ficaram limpos.

  • Uma ordem, um mandamento e no final mais uma cura.
  • Todo mandamento de Deus é revertido de benção.
  • Quem cumpre é abençoado, quem não cumpre permanece no estado em que está.

(Lucas 17:15) – E um deles, vendo que estava são, voltou glorificando a Deus em alta voz;

 (Lucas 17:16) – E caiu aos seus pés, com o rosto em terra, dando-lhe graças; e este era samaritano.

(Lucas 17:17) – E, respondendo Jesus, disse: Não foram dez os limpos? E onde estão os nove?

  • Quantos são abençoado por Deus, e quantos reconhecem e voltam para agradecer?
  • Os outros leprosos depois de curados só pensavam em tornar a vida que tinham antes da lepra.

(Lucas 17:18) – Não houve quem voltasse para dar glória a Deus senão este estrangeiro?

(Lucas 17:19) – E disse-lhe: Levanta-te, e vai; a tua fé te salvou.

  • Eles foram curados, porém somente um foi salvo.
  • A salvação é mais importante que o milagre.
  • Muitos procuram cura, mais Deus procura alguém que possa salvar.

prjulio


Pastor da Igreja de Deus no Brasil há 19 anos, hoje atuando em Catalão no bairro Santa Terezinha, pai de 5 filhos casado com Marta Valéria.