Letras LMN

Não seja o filho pródigo

Não seja o filho pródigo

Lucas 15:11-24

11 – E disse: Um certo homem tinha dois filhos; 12 – E o mais moço deles disse ao pai: Pai, dá-me a parte dos bens que me pertence. E ele repartiu por eles a fazenda. 13 – E, poucos dias depois, o filho mais novo, ajuntando tudo, partiu para uma terra longínqua, e ali desperdiçou os seus bens, vivendo dissolutamente. 14 – E, havendo ele gastado tudo, houve naquela terra uma grande fome, e começou a padecer necessidades. 15 – E foi, e chegou-se a um dos cidadãos daquela terra, o qual o mandou para os seus campos, a apascentar porcos. 16 – E desejava encher o seu estômago com as bolotas que os porcos comiam, e ninguém lhe dava nada. 17 – E, tornando em si, disse: Quantos jornaleiros de meu pai têm abundância de pão, e eu aqui pereço de fome! 18 – Levantar-me-ei, e irei ter com meu pai, e dir-lhe-ei: Pai, pequei contra o céu e perante ti; 19 – Já não sou digno de ser chamado teu filho; faze-me como um dos teus jornaleiros. 20 – E, levantando-se, foi para seu pai; e, quando ainda estava longe, viu-o seu pai, e se moveu de íntima compaixão e, correndo, lançou-se-lhe ao pescoço e o beijou. 21 – E o filho lhe disse: Pai, pequei contra o céu e perante ti, e já não sou digno de ser chamado teu filho. 22 – Mas o pai disse aos seus servos: Trazei depressa a melhor roupa; e vesti-lho, e ponde-lhe um anel na mão, e alparcas nos pés; 23 – E trazei o bezerro cevado, e matai-o; e comamos, e alegremo-nos; 24 – Porque este meu filho estava morto, e reviveu, tinha-se perdido, e foi achado. E começaram a alegrar-se. 25 – E o seu filho mais velho estava no campo; e quando veio, e chegou perto de casa, ouviu a música e as danças. 26 – E, chamando um dos servos, perguntou-lhe que era aquilo. 27 – E ele lhe disse: Veio teu irmão; e teu pai matou o bezerro cevado, porque o recebeu são e salvo. 28 – Mas ele se indignou, e não queria entrar. 29 – E saindo o pai, instava com ele. Mas, respondendo ele, disse ao pai: Eis que te sirvo há tantos anos, sem nunca transgredir o teu mandamento, e nunca me deste um cabrito para alegrar-me com os meus amigos; 30 – Vindo, porém, este teu filho, que desperdiçou os teus bens com as meretrizes, mataste-lhe o bezerro cevado. 31 – E ele lhe disse: Filho, tu sempre estás comigo, e todas as minhas coisas são tuas; 32 – Mas era justo alegrarmo-nos e folgarmos, porque este teu irmão estava morto, e reviveu; e tinha-se perdido, e achou-se.

  • Nós (igreja) somos o filho devoto que se indigna com o filho leviano.
  • Para herda a herança do pai é preciso que aja uma morte. Na terra morre o pai, no céu o filho é quem deve morrer.
  • Para quem crer a morte não é o fim a morte é o começo.

I – A parábola explica-nos o estado da humanidade. Apartaram-se de Deus procurando sua felicidade no caminho do pecado. – Luc. 15:13

  • A felicidade habita na casa do amor e não do prazer. O mundo oferece prazer, Deus oferece amor. E goza deste amor quem está na casa do pai.

 

I João 5:19 19 – Sabemos que somos de Deus, e que todo o mundo está no maligno.

Mateus 24:12-13 12 – E, por se multiplicar a iniqüidade, o amor de muitos esfriará. 13 – Mas aquele que perseverar até ao fim será salvo.

  • O sonho que Deus me deu.
  • Alguns gastam dinheiro, outros a juventude, outros gastam a saúde, e outros gastam o futuro.

II – A Experiência do Pecador e a Volta à Casa.

  1. O engano do pecado. – Heb. 3:13; Gên. 3:4-6.

Gênesis 3:4-6

4 – Então a serpente disse à mulher: Certamente não morrereis. 5 – Porque Deus sabe que no dia em que dele comerdes se abrirão os vossos olhos, e sereis como Deus, sabendo o bem e o mal. 6 – E viu a mulher que aquela árvore era boa para se comer, e agradável aos olhos, e árvore desejável para dar entendimento; tomou do seu fruto, e comeu, e deu também a seu marido, e ele comeu com ela.

  • Deus perdeu a confiança no homem quando Adão pecou, então devemos ficar fora do paraíso e mostrar estarmos arrependidos e que somos dignos de voltar a habitar com Deus. (o preço da traição).

Hebreus 3:13

13 – Antes, exortai-vos uns aos outros todos os dias, durante o tempo que se chama Hoje, para que nenhum de vós se endureça pelo engano do pecado;

  • Um pecador atrai outros ao pecado, que o justo chame o outro para a justiça.
  • O desengano. Prov. 14-34. No mundo todos estão correndo atrás do prazer, mais quando o consegue ele passa e o fim do prazer é sentir tristeza e remorso.

 

Provérbios 14:12-14

12 – Há um caminho que ao homem parece direito, mas o fim dele são os caminhos da morte. 13 – Até no riso o coração sente dor e o fim da alegria é tristeza. 14 – O que no seu coração comete deslize, se enfada dos seus caminhos, mas o homem bom fica satisfeito com o seu proceder.

  • O filho agora aceita as regras da casa.
  • O auxílio do pai.

III – O recomeço para o filho que se arrepende

I João 5:2-5  2 – Nisto conhecemos que amamos os filhos de Deus, quando amamos a Deus e guardamos os seus mandamentos. 3 – Porque este é o amor de Deus: que guardemos os seus mandamentos; e os seus mandamentos não são pesados. 4 – Porque todo o que é nascido de Deus vence o mundo; e esta é a vitória que vence o mundo, a nossa fé. 5 – Quem é que vence o mundo, senão aquele que crê que Jesus é o Filho de Deus?

A mensagem do pai para nós. Prov. 23:26.

Provérbios 23:26

26 – Dá-me, filho meu, o teu coração, e os teus olhos observem os meus caminhos.





prjulio
Pastor da Igreja de Deus no Brasil há 19 anos, hoje atuando em Catalão no bairro Santa Terezinha, pai de 5 filhos casado com Marta Valéria.
https://igrejadeus.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *