Letras RST

A ressurreição da filha de Jairo

A ressurreição da filha de Jairo

Introdução

Do cap. 4. 35 ao cap. 5. 43 nós temos um bloco muito interessante no Evangelho de Marcos. Eu chamo este bloco de feitos de Jesus de As conquistas de Jesus. Os episódios narrados nestes versículos nos mostram que Jesus é aquele que é capaz de triunfar sobre todas as situações que assolam a vida do ser humano. Ou seja, ao lado de Jesus não precisamos temer nada, porque ele tem domínio sobre todas as coisas.

  • Primeiro bloco Mc 4. 35-41: Jesus acalma uma repentina tempestade. A tempestade descrita aqui deve ter sido extremamente violenta. Pois foi capaz de colocar em pânico experientes pescadores. Eu chamo este episódio de vitória sobre o perigo. Quando Jesus está conosco, nós não precisamos temer o perigo.
  • Segundo bloco Mc 5. 1-20: aqui, Jesus liberta o endemoninhado em Gadara. Ele subjuga o poder do inferno e das trevas. Eu chamo este episódio de vitória sobre os demônios;
  • Terceiro bloco Mc 5. 21-34: Uma mulher é curada de uma hemorragia que assolava sua vida há 12 anos. Eu chamo este episódio de vitória sobre a enfermidade;
  • Quarto bloco Mc 5. 35-43: Jesus ressuscita a filha de Jairo. Eu chamo este episódio de vitória sobre a morte.

Perigo, poder do inferno, enfermidade e morte são elementos que afligem a alma e a vida do ser humano. São elementos que tiram a nossa paz, a nossa segurança a nossa vida. A Bíblia, mas, especialmente os Evangelhos, estão aí pra testificar para cada um de nós que Jesus tem todo poder e toda autoridade no céu e na terra e que nós podemos depositar a nossa vida nas mãos dele e confiar plenamente.

Nesta noite eu quero falar sobre o último bloco. A vitória ou a autoridade que Jesus tem sobre a morte.

  • Jairo importante líder da sinagoga;
  • O pedido de Jairo (v. 22);
  • O caminho até a casa de Jairo;
  • Cura da mulher com fluxo de sangue;
  • Cura da filha de Jairo.

Não foi fácil para Jairo pedir ajuda para Jesus publicamente. Especialmente da forma como ele pediu (v. 22). Prostrar-se aos pés significava reconhecer a autoridade divina sobre uma pessoa. Os líderes religiosos certamente não aprovariam a atitude dele. Mas a necessidade de Jairo era maior do que a sua posição na sinagoga.

Em muitos casos o grau da nossa necessidade serve como elemento motivador da nossa busca de Deus.

Jairo não se importava com o que as pessoas iriam dizer de si. Porque a sua necessidade o impulsionava para aquela atitude. Era a sua última esperança. Era a sua última tentativa. E, ainda bem que ele foi à pessoa certa!

É interessante ver como Jesus tratou com Jairo e o conduziu a uma grande vitória.

Em muitos casos o grau da nossa necessidade serve como elemento motivador da nossa busca de Deus.

Jairo não se importava com o que as pessoas iriam dizer de si. Porque a sua necessidade o impulsionava para aquela atitude. Era a sua última esperança. Era a sua última tentativa. E, ainda bem que ele foi à pessoa certa!

É interessante ver como Jesus tratou com Jairo e o conduziu a uma grande vitória.

1-      A Palavra da Fé (v. 36)

Jairo recebe uma palavra de Jesus!

E ele se coloca num importante dilema: Nesse ponto, Jairo teve de escolher entre acreditar em seu amigo ou em Jesus.

Com certeza a notícia deve ter abalado e entristecido profundamente o coração de Jairo. Com certeza não era tão difícil para Jairo crer em Jesus enquanto a sua filha ainda estava viva. Mas agora… Marta e Maria talvez tivessem tido o mesmo sentimento quando Jesus chegou para acudi-las em relação a Lázaro. “Senhor, se estivesses aqui, meu irmão não teria morrido, mas agora… Já fazem 4 dias e ele já cheira mal”.

Mas Jesus falou ao coração de Jairo: “Não temas, crê somente…” Não tenha medo, continue acreditando.

Jairo procurou o Senhor motivado por um sentimento de fé, de certeza que Deus poderia fazer algo por sua filha através de Jesus. Jesus disse a Jairo, continue nesta fé. Não desista dela.

  • A bíblia está sempre nos motivando a acreditar em Deus.
  • Jesus está sempre nos motivando à perseverança;

Perseverar significa não desistir. Não abrir mão da fé que um dia nasceu em nosso coração.

2-      A palavra de Esperança (v. 39)

A palavra de esperança sempre vem associada à palavra da fé. Quando eles chegaram à casa de Jairo. Perceberam o que fora dito antes. A menina estava morta! Os pranteadores estavam presentes testificando o fato. A palavra de esperança vai ser sempre algo que transmitirá ao nosso coração a certeza da fé. Fé é a certeza das coisas que se esperam… Fé e a certeza das coisas que se tem esperança. Jairo foi até Jesus com uma certeza no coração: Ele pode curar minha filha. No caminho muitos contratempos e palavras tentaram mudar isso no coração de Jairo. Jesus fortaleceu a fé de Jairo: Crê somente… Não analise, não pense, não conjecture mais nada, se entregue à fé…

A esperança é a ação da fé que muda a situação, as circunstâncias. A menina não está morta, mas dorme… A última palavra para a nossa vida, para a nossa situação, pro nosso problema vem de Deus! Ela não vem das pessoas ao nosso redor; não vem das circunstâncias; ela vem de Deus!

As pessoas e a circunstância estão dizendo que a menina morreu, mas eu estou dizendo que ela está dormindo!

Jó disse a seus amigos: “Porque eu sei que o meu Redentor vive, e que por fim se levantará sobre a terra. E depois de consumida a minha pele, contudo ainda em minha carne verei a Deus”. A esperança é a força da fé que nos faz ver a situação de forma diferente.

3-      A palavra de amor e poder (v. 41)

A incredulidade zomba da palavra de Deus, mas a fé apega-se a ela e experimenta o poder de Deus. Jesus não realizou esse milagre de maneira espalhafatosa, porque ele se sensibilizou com a dor dos pais e se entristeceu com a atitude dos outros que estavam na casa.

O que chama a atenção neste milagre foram as palavras usadas por Jesus Cristo: “Talita cumi”. “Menina eu te digo: levanta-te”. Há uma ênfase no pronome “eu”, mostrando para Jairo que foi pela autoridade de Jesus que a menina se levantou.





prjulio
Pastor da Igreja de Deus no Brasil há 19 anos, hoje atuando em Catalão no bairro Santa Terezinha, pai de 5 filhos casado com Marta Valéria.
https://igrejadeus.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *