Avivamento espiritual para os que creem

Avivamento espiritual para os que creem

Quando uma pessoa se converte a Deus ele experimenta um amor nunca antes visto, pois não se assemelha ao amor de pai(mãe), namorado(a), ou qualquer outro amor. O cristão é surpreendido pois não conhecia a Deus e nunca provará deste amor, no meio evangélico este sentimento e chamado de 1º amor. O amor tem características peculiares. Ele é intenso, traz alegria ao coração, e um desejo de ficar próximo, ouvir a voz, receber carinho. Mais como todo amor precisa ser regado e cuidado, se não ele esfria e morre.

Nós cristão devemos reavivar este primeiro amor. Há pessoas que amam e a pessoas que se apaixonam.

Paixão: Sentimento intenso, porém tem uma tendência natural de esfriar.

Amor: Menos intenso que a paixão, porém constante e duradouro.

Como reavivar o amor está é a grande pergunta.

  • Reavivando a fé. (Romanos 10:17) – De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus.
  • Buscando um crescimento espiritual. (Apocalipse 3:16) – Assim, porque és morno, e não és frio nem quente, vomitar-te-ei da minha boca.
  • Buscando dons e talentos. (I Corintios 12:7) – Mas a manifestação do Espírito é dada a cada um, para o que for útil.
  • Convivendo com pessoas que declarão a mesma fé. (João 17:14) – Dei-lhes a tua palavra, e o mundo os odiou, porque não são do mundo, assim como eu não sou do mundo.
  • Se consagrando em jejum e oração. (Marcos 13:33) – Olhai, vigiai e orai; porque não sabeis quando chegará o tempo.
  • Abandonando o pecado, pois o pecado nos afasta de Deus (João 5:14) – Depois Jesus encontrou-o no templo, e disse-lhe: Eis que já estás são; não peques mais, para que não te suceda alguma coisa pior.
  • Deixando de traí-lo. Como um homem trai uma esposa? Ele olha para outra, ele se deita com outra, ele faz algo escondido da esposa. Pois tem quem está flertando com o pecado, se deitando com o pecado, pecando as escondidas das pessoas. (Apocalipse 19:7) – Regozijemo-nos, e alegremo-nos, e demos-lhe glória; porque vindas são as bodas do Cordeiro, e já a sua esposa se aprontou.
  • Separando um tempo para Deus. (Salmos 62:8) – Confiai nele, ó povo, em todos os tempos; derramai perante ele o vosso coração. Deus é o nosso refúgio. (Sela.)
  • Permitindo se emocionar perante a Deus. (João 3:16) – Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.
  • Trazendo a memória os momentos que já passamos diante dele. (II Timóteo 1:5) – Trazendo à memória a fé não fingida que em ti há, a qual habitou primeiro em tua avó Lide, e em tua mãe Eunice, e estou certo de que também habita em ti.

Amar a Deus não é opção é uma necessidade. (Mateus 22:37) – E Jesus disse-lhe: Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento.

Veja também:

prjulio


Pastor da Igreja de Deus no Brasil há 19 anos, hoje atuando em Catalão no bairro Santa Terezinha, pai de 5 filhos casado com Marta Valéria.