O seu sucesso depende da sua dependência!

INTRO: Muitos falam Dele, mas não O compreendem. Outros O chamam, mas não O   conhecem….Ele é louvado nas vitórias,mas culpado nas derrotas.Teorizado nas universidades e  zombado pelos que não acreditam Nele. É tbém O Autor do best-seller mais lido da história, a Bíblia. Conhecido  por alguns como A Força Maior e por  outros,simplesmente, como Deus. Porém, a verdade é que muitos falam sobre Ele, mas   poucos conhecem quem realmente Deus é… Afinal, quem Ele é pra vc?…

Para o judeu, o nome não é um mero título. Significa e expressa uma característica, o caráter ou a personalidade real daquele a quem pertence. Jacó,por exemplo,       significava “usurpador,enganador”.Moisés,“tirado das águas”, retrata o que ocorreu
após o nascimento dele. João significa“o Senhor mostrou graça”¹, pois foi exatamente isso que aconteceu na vida dele.

Então, se eu quero saber quem Deus é, uma das formas é pelos seus nomes. Na sua Palavra, Deus usa diversos nomes para se revelar, mas o que Ele usou com Moisés continua ecoando até hoje.

 No capítulo 3 de Êxodo vemos a revelação de Deus a Moisés como o “EU SOU”. É interessante ver que  no  início dessa revelação, Deus se  mostrou como o Deus de seu pai, de Abraão, de Isaque e de Jacó.

Todavia, Moisés certamente conhecia o nome do Deus de seu pai. Então ele perguntou:“Eis que quando vier aos filhos de Israel e lhes disser: o Deus de vossos pais me enviou a vós; e eles me disserem: qual é o seu nome?   Que lhes direi?”

Quando Deus disse:“EU SOU O QUE SOU”(Êx 3.14), Ele estava querendo dizer que não podia ser limitado…A Sua existência não dependia de nada… Ele é Supremo Absoluto. Neste nome estão implícitos atributos de Deus, tais como: eternidade, imutabilidade, constância, fidelidade, governabilidade.

Este nome está alicerçado no verbo ser podendo ser traduzido como “Eu Fui, Eu Sou, e Eu Serei sempre O mesmo”,“Aquele que é ativo na sua história, suprindo toda a sua necessidade”…Em nenhum outro evangelho o“EU SOU” é tão demonstrado em sua essência,como em João… Jesus disse:“Antes que Abraão existisse, EU SOU” (Jo 8.58).

Porém,em muitas ocasiões, o que nos falta não é conhecimento de Deus, mas sim, o acesso á ELE!

É como se conhecêssemos o restaurante com a comida mais gostosa, mas não termos dinheiro para jantar lá. Sabermos quais são as melhores festas, mas não temos o convite para entrarmos… Lembrarmos de um ótimo lugar para passar as férias, mas não termos recursos para usufruir…
Na vida espiritual, muitos crentes se sentem como um mendigo,vivem sem se dá conta de quem são para Deus.
Se sentem indignos de comer no banquete do Rei. Dão a desculpa que estão muito sujos e sem roupas para entrar no Palácio do Rei, da Majestade.
 Olham para sua sujeira e não entendem que foram lavados no sangue de Jesus. Olham para suas roupas, que mais parecem trapos de imundícia, mas não entendem que estão vestidos com um manto de justiça.
Não podemos focar nossa vida em nossas imperfeições, mas sim naquilo que Deus     fez por nós! 
Você já  usou  algo falso pensando que era verdadeiro?… Já comprou “gato por lebre”?
“EU SOU a videira verdadeira” (Jo 15.1a). Um dos “EU SOU” no Evangelho de João aponta para a videira   verdadeira. Você  notou?… a palavra VERDADEIRA.
Significa que pode haver uma falsa. Jesus afirma ser a videira e nós os seus ramos.  O ramo depende da árvore, do seu caule, das suas raízes. Porque é dela que vem o   nutriente. Não existe o ramo independente da videira.

Essa identidade de Deus expressa aqui fala de suficiência, de um Deus que supre toda a nossa necessidade. Como já dissemos, uma possível definição de “EU SOU” é: “Eu Fui, Eu Sou e Eu Serei sempre!!!…O mesmo: Aquele que é ativo na sua história, suprindo toda a sua necessidade”.

     Tudo muda na vida de um homem quando ele entende que é um  ramo e não  uma   árvore.Você pode perguntar: “Como assim uma árvore”? A Bíblia diz: “Maldito o homem que confia nas suas próprias forças e na capacidade humana, afastando o seu coração do Senhor. Ele será sempre como uma pequena árvore seca no meio do   deserto.”   (Jr   17.5-6 ).
 Você acaba trocando o verdadeiro pelo falso quando confia em si mesmo. Ocorre uma troca de fonte. Até quando a Bíblia usa a ilustração de que nós somos árvores, a ênfase não está na árvore, mas no ribeiro das águas. Trocar a dependência de Deus pela dependência em si mesmo é como deixar de ser uma árvore plantada junto a ribeiros de águas para se tornar uma pequena árvore seca no deserto. 

“Confia no SENHOR de todo o teu coração, e não te estribes no teu próprio entendimento.” (Pv 3.5).
 Quando um homem coloca sua confiança nas suas forças, razão, talentos e na sua própria criatividade, ele está fazendo de si mesmo uma videira falsa, “um teto de gesso”. A primeira vista, parece igual. É branquinho, é bonito, mas não é forte o suficiente. Um teto de gesso tem uma função decorativa, estética, não foi feito para  se   apoiar (estribar, permanecer, confiar, suportar seu peso) em cima dele.

O seu próprio entendimento é um teto de gesso, mais cedo ou mais tarde ele desaba e você se machuca.
Deus lhe deu qualidades lindas para embelezarem a sua vida e a dos outros, mas não para se apoiar nelas.
Repare as palavras de Paulo: “Irmãos, não quero que ignoreis a tribulação que nos   sobreveio  na  Ásia, […] mais do que podíamos suportar, de modo tal que até da   vida   desesperamos. […], para  que não confiássemos em nós, mas em Deus que ressuscita os mortos”.

(2Co.1.8-9) Que texto inusitado!…Quem está falando nele é o apóstolo que fazia milagres em Nome de Jesus. E ele está falando de uma tribulação que veio para que   ele largasse a confiança em si mesmo e confiasse no Deus que ressuscita os mortos.
O próprio apóstolo Paulo admitiu confiar demais em si mesmo, mas a maioria de nós nunca admite que está confiando em si mesmo. Você, por exemplo,realmente confia em Deus?… Vamos fazer um teste?… Quando um problema aparece,você anda mais ansioso e preocupado em como resolve lo, ou descansa,procura se acalmar e busca ao Senhor?…
No caso de uma doença, ao menos  ora  antes de ir ao médico?…

Quando as coisas dão errado, a sua atitude é de murmurar ou adorar?…As nossas atitudes mostram o nível da nossa confiança em DEUS!!!

 Você confia em si mesmo ou em Deus?;; No caso de um problema, para o qual você não tem solução, ou não tem capacidade de resolver, o que faz?… Se para essa última pergunta a  sua resposta foi: “Eu humildemente reconheceria que não sou capaz  ou    não posso fazer”, sinto lhe dizer que isso não é humildade e você ainda confia em si mesmo.
 Moisés, foi formado em uma das melhores faculdades da época, teve boas condições financeiras,conviveu com mentes inteligentes, enfim, era um homem capacitado, pronto para enfrentar desafios então, Deus o chama para uma tarefa: libertar o povo da   escravidão num lugar que ele conhecia muito bem.

Neste momento, Moisés olha para sua formação, sua capacidade, sua história e diz: “Eu não tenho capacidade de ir”. Deus insiste com ele, mostrando seu Poder por meio de sinais usando a vara e a mão de Moisés, mas ele continua dizendo a mesma resposta.
Na verdade ele está dizendo: “O Senhor pode, mas eu não
posso!”…Vc já agiu assim???…

Muitos olham para essa atitude e pensam que ele foi humilde. Mas se esse fosse   mesmo   um   gesto   de   humildade, Deus teria se irado?… A Bíblia diz que:” Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes”, Moisés não foi humilde, ele foi orgulhoso!…
 Ele confiou em sua própria força e não na força de Deus. Quando Deus diz que você   pode  fazer algo, é porque Ele já lhe deu capacidade para fazer.
Parece que essa frase ficou banal em nosso meio, mas quando Deus chama, Ele capacita.

Humildade não é  falar  o  que  não  sei  fazer,  mas reconhecer o Poder de Deus e submeter-se à vontade dele.

Moisés poderia ter dito: “Nas minhas próprias forças eu não posso, mas Tu podes e estás me chamando para ir…Então eu vou”.

Quer saber, não importa se você pode ou não, importa é que Deus pode. Os doze espias reconheceram que havia gigantes na terra, existiam dificuldades. Porém, dez deles olharam para si mesmos e não viram capacidades neles.
Então, se viram como gafanhotos. Josué e Calebe reconheceram os gigantes, mas confiaram no poder de Deus para vencer a batalha.
Quando você olha para si mesmo, vê como um gafanhoto e os seus inimigos como gigantes… Quando olha para Deus, sua capacidade e força não importam mais e os gigantes se tornam o seu pão!…

Eu não estou te pedindo para negar as dificuldades na sua vida, elas estão diante de seus olhos, mas quero que saiba que a decisão é sua: Você atentará para a sua incapacidade diante desses problemas e permitirá que a tristeza e o desânimo tomem conta do seu ser como os dez espias, ou fará como Josué e Calebe que disseram que Deus era maior e iria lhes dar a vitória?…

O problema não é reconhecer que os gigantes são grandes, é não reconhecer que Deus é maior.
Escolha o caminho da humildade, pois Deus dá graça aos humildes. Certo pregador definiu graça como: “A habilidade de ser ou fazer aquilo que não poderíamos ser ou fazer em nós mesmos” .

 Em 1Co 1.26-28, Deus está dizendo que rejeita três tipos de pessoas: os que se acham sábios, poderosos ou nobres. E Ele escolhe três tipos de pessoas para usar: os loucos,   os   fracos   e  os que não são  para que ele possa ser, porque Ele é o “EU SOU”.

Olhe para o exemplo de Gideão…Ele tinha em seu exército 32.000 homens para enfrentar o exército midianita que possuía 135.000.A proporção é de quatro  midianitas para um israelita. Mas Deus disse: “Muito é o povo que está contigo, para eu dar os midianitas em sua mão; a fim de que Israel se não glorie contra mim, dizendo: a minha mão me livrou.” (Jz 7.2).
 Após uma ordem do Senhor, dos 32.000 ficaram 10.000. Agora a proporção é: 13 para 1. Mas Deus disse a Gideão:“Ainda tem muita gente  aí”. Depois de uma “peneirada” do Senhor, de 10.000 sobraram 300.

A proporção nesse momento é de 450 para 1. O  exército  inimigo  começou  4 vezes   maior, agora estava 450 vezes maior. Quando o exército inimigo é 4 vezes maior, vencer é uma façanha militar. Porém, vencer um exército 450 vezes maior é um milagre que só Deus pode fazer…Você compreende?… Nós não conseguimos as coisas pelo o quê nós somos ou podemos, mas pelo o quê Ele é!

O que libertou Moisés da posição de soberba foi a  revelação do“EU SOU”.
Não importa a sua identidade, mas sim a identidade de Deus em você.

“Tudo posso naquele que me fortalece?”…(Fp.4.13).  
Na versão da Bíblia Amplificada está assim: “Eu tenho força para todas as coisas em Cristo que me fortalece [eu estou pronto para qualquer coisa, igualmente, por meio dele que derrama (ou injeta) força interior em mim; eu sou auto-suficiente na suficiência de Cristo], para que ninguém se glorie”.

A revelação do “EU SOU” tirou Moisés da sua própria fraqueza para levá-lo a força  de   Deus.
Depois desse momento no Horebe, Moisés nunca mais foi o mesmo. Mesmo antes do Horebe, Moisés sempre teve uma atitude de líder. Ele não virou líder depois do   Horebe, ele mudou a sua forma de liderar.
Antes, Moisés tinha feito o que qualquer líder faria. Ele sabia do seu chamado para libertar o povo de Israel, mas ele decidiu por ele mesmo como deveria agir.
Muitos líderes têm um chamado de Deus para liderar e sabem o que fazer, porém   não   têm   sido dependentes de    Deus  para  ouvir  o como  e o quando fazer.

O verbo “depender” significa: “Estar agarrado a algo acima de você; estar conectado           à  causa  da sua existência, ter uma conexão tal com alguma coisa, como uma causa, de modo que sem ela o efeito não seria produzido (ex: nós dependemos de Deus para existir, dependemos de ar para respirar); descansar com confiança.”

 O dicionário nos mostra também o que significa ser dependente:“Incapaz de existir,   ou se sustentar sem a vontade ou poder de; incapaz de subsistir ou de fazer qualquer coisa sem a ajuda de.”

Você já viu um bebê recém-nascido atravessar a rua sem a presença de um adulto?… É impossível, não é verdade?… Por quê?.. A resposta é que esse bebê é um ser dependente de alguém mais sábio, mais poderoso, que vai lhe ensinar todas as coisas.
Um pai não pode simplesmente largar o recém-nascido e dizer para ele: “Se vira! Vá procurar comida! No seu armário tem uma roupa legal… Essas tarefas para essa nova   pessoa  dependem da ação dos seus pais. 

 O bebê não pode, mas os pais podem! Dependência, para esse recém-nascido, não é uma questão de escolha, mas uma necessidade.O ramo morre se não estiver na   videira. 
O recém-nascido morre se não estiver com os pais. Por isso que Jesus disse que se não   nos tornarmos como uma criança,não podemos entrar no Reino de Deus. E como vimos, uma das principais características da criança é que ela é dependente dos outros.

Você não pode viver num reino se não for dependente. Todo o reino depende de um rei. O Reino de Deus não é uma democracia, onde você participa das decisões…Na   monarquia tudo depende do Rei. Ele fala e nós obedecemos.

A Palavra de Deus ordena que os filhos sejam obedientes e honrem aos seus pais, para que eles possam ir bem à sua vida. Dependência e obediência são inseparáveis e nos levarão a experimentar todas as riquezas do Reino de Deus.

No Horebe, Moisés viu que ele precisava apenas depender de Deus e o mais Deus faria.  “Entrega o teu caminho ao Senhor, confia nele, e o mais Ele fará.” (Sl 37.5) Dependa Dele e o resto é com Ele.
Mas entenda, ser dependente não é ser passivo, mas ser ousado para obedecer aquilo que Deus falou. Moisés precisou de ousadia para marchar diante do mar Vermelho.

O problema de muitos líderes é que eles são ousados, mas  independentes. Eles querem fazer do jeito que viram em tal lugar. Imitar modelos de sucesso de outros.
Pregar os sermões que um dia deram certo….Mas não têm parado e ganhado tempo no colo do Pai, dependendo do pão nosso de cada dia.

Dependência sem ousadia é passividade!!!…Ousadia sem dependência é estupidez. Dependência com ousadia é efetividade!… Se você sabe o que fazer, pare para ouvir o quando e como fazer o projeto de Deus para o seu ministério.
Um verdadeiro homem ou uma mulher de Deus sabe tirar as sandálias, que indicam a ação do ministério, para ouvir a voz de Deus no
Horebe. Tirar as sandálias, não representa simplesmente parar para ouvir, é possível ficar parado sem tirá-las….Você não tira as sandálias num lugar onde sabe que vai ficar pouco tempo, só as tira quando sabe que irá permanecer por um bom tempo parado. Deus mandou Moisés tirar as sandálias dizendo que o lugar onde ele estava era santo… Lugares santos não são só de passagem rápida, mas ambientes onde você leva mais tempo contemplando a Deus e ouvindo a sua voz…lugar de intimidade!

 Na terra de Midiã, Moisés havia se tornado pastor de ovelhas…E a vara que ele    carregava era um símbolo de liderança, pois era com ela que ele guiava as ovelhas.   Mas até aquele momento, era uma vara normal. 
     
Moisés era um líder, um homem comum, um pastor como outro qualquer. Mas no Horebe Deus mandou que ele jogasse  a  vara, entregasse  a  sua  liderança. 
A vara na mão de Moisés permanecia em seu domínio, para que ele guiasse o rebanho.
Lançar na terra traz a idéia  de abandonar, pois quando você lança a vara, ela sai do seu controle, sai da sua mão.

Na verdade, Moisés estava largando as suas formas, os seus modelos, o seu jeito de   fazer as coisas para depender e obedecer à Palavra que procede da boca de Deus.
 
Depois que ele abriu mão de sua vara, ela deixou de ser uma vara convencional, para se tornar uma vara sobrenatural. Deixou de ser a vara de Moisés para ser “a vara de Deus”.
(Êx 4.20)Horebe foi um lugar de abandonar padrões humanos…Um momentode   revelação da identidade de Deus.
Um lugar de dependência.!…E um lugar de ver a sua liderança comum se tornar uma liderança sobrenatural.

Olhe para a vida de Moisés, até esse momento, nenhum milagre havia acontecido em sua vida. O primeiro milagre na vida de um líder é quando a liderança dele se torna a liderança de Deus.

Após o Horebe, os milagres se tornaram rotineiros na vida e no ministério de Moisés. Você será normal quando achar que a sua identidade o qualifica ou desqualifica para algo, mas será sobrenatural se confiar na identidade do “EU SOU”.

É interessante ver que Deus fala algo muito importante no fim desse diálogo aconteci do no Horebe. “Vai, volta para o Egito; porque todos que buscavam sua alma      morreram.”(Êx 4.19).
Perceba o quanto essa fala foi importante para Moisés.Ele já havia tentado cumprir o   chamado de Deus,mas tinha fracassado.  Faraó quis matá-lo depois do seu erro. Moisés fugiu com medo para Midiã por causa disso.

É importante perceber que quando erramos ou quando vemos alguém errar,    permitimos, muitas vezes, que o medo de tentar outra vez nos tome e nos leve para longe daquela situação. O medo nos paralisa, nos segura.
Não importa se você um dia errou, é tempo de se levantar e vencer o medo. Dominar aquilo que um dia dominou você. “Mas eu não devia ter falado, não devia ter agido assim. Que erro que eu cometi!” Que bom que você reconheceu seu erro, mas não deixe
a  culpa possuir a sua alma. Peça perdão a Deus e agradeça a Ele pelo Seu perdão.

 Não permita que os seus erros digam como o seu futuro vai ser!…Mas tente outra vez, insista, persevere!!!
 Faraó só deixou o povo ir após a décima praga. Pode levar o tempo que for, mas Deus irá cumprir toda a Palavra que Ele disse ao seu respeito. Levante-se com autoridade e aja em ousadia, sabendo que o inimigo com quem você luta,na verdade, já   está vencido!

Depois do Horebe ainda vão aparecer mares à sua frente. Mas agora você tem a vara   de Deus e pode abri-los ao meio. Não importa o quanto sua vida, ou sua liderança estejam secas, normais.Entenda o que aconteceu no Horebe e deixe um Horebe acontecer em sua vida… Abandone os padrões humanos!…Eles só te levarão para longe de Deus!
Dependa das direções de Deus,não daquilo que outros estão fazendo…Tire as sandálias para gastar tempo com Ele. Deixe a “vara” da sua liderança nas mãos Dele!…
Apenas coopere com aquilo que Deus quer operar!  
Seus erros já estão apagados!
Persevere no chamado de Deus!
Dependa da identidade Dele e não da sua capacidade, e milagres vão simplesmente perseguir a sua vida e seu ministério!…que O GRANDE EU SOU TENHA TOTAL LIBERDADE PARA FAZER DE VC ALGUÉM QUE MARCARÁ SUA GERAÇÃO COM ATITUDES NOBRES E QUE DEIXARÁ UM LEGADO DE UM CARATER IRREPREENSÍVEL!…Shalom!!! 

Compartilhe esta postagem em suas redes sociais

prjulio

Pastor da Igreja de Deus no Bairro Santa Terezinha - Catalão/Go. Pastoreando a 16 anos, pai de 5 filhos, Servo do Deus altíssimo, utilizando a internet como meio de propagação da palavra de Deus a quem desejar. Com humildade e amor.

Postagens Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *